Análise das classificações do relevo para o Rio Grande do Sul

Jussara Maria Siqueira GONÇALVES, Neida Maria dos SANTOS

Resumo


As inquietações frente a novas situações de ensino, na procura de uma aprendizagem significativa, constituem um desafio constante para todo professor. E a falta de estudos de natureza teórica mais abrangentes, em vários conteúdos estruturais, nos levam a uma análise critica, ao debate e à reflexão, tendo como meta a melhoria da atividade docente. Partindo desse pressuposto,passamos a questionar a validade e a objetividade de escolhermos, mesmo que por algum tempo e para fins didáticos, uma classificação das formas de relevo adequada ao enfoque geomorfológico. Ou seja um conjunto de explicações teóricas expressas por denominações que realmente identifiquem grandes feições morfológicas a nível de Rio Grande do Sul.
Sabe-se, no entanto, que as classificações de relevo constituem trabalhos de longa reflexão no trato com as diferentes paisagens morfológicas, e urna preparação teórica e metodológica exaustiva. E, neste sentido, observa-se,atualmente, maior a preferência pelo estudo da dinâmica dessas paisagens, bem como de sua estrutura funcional e conexões.

Senda assim, entende-se oportuna uma revisão dos vários estudos sobre as classificações mais usuais do relevo para o nosso Estado, onde se procuram manter com maior fidelidade possível, as idéias originais dos autores.


Palavras-chave


classificações do relevo; Rio Grande do Sul

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O BGG é uma publicação da Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Porto Alegre

Endereço / Address: Lobo da Costa, 147 - 90050110

Contato/mail to: boletimgauchodegeografia@ufrgs.br