AS DAMAS DA ASSISTÊNCIA À INFÂNCIA E AS AÇÕES EDUCATIVAS, ASSISTENCIAIS E FILANTRÓPICAS (RIO DE JANEIRO/RJ, 1906-1930)

Sônia Camara (Brasil)

Resumo


Este artigo visa refletir acerca do papel desempenhado pela Associação das Damas da Assistência à Infância que, criada em 1906, pelo Instituto de Proteção e Assistência à Infância do Rio de Janeiro, congregou mulheres da elite carioca na realização de iniciativas de assistência e de filantropia às crianças e às mães oriundas da pobreza. Para isso, elegemos, como foco de análise, os primeiros anos de funcionamento da Associação por consideramos que este período colabora para compreendermos o processo pelo qual se constituiu a conformação de um modelo de assistencialismo a ser realizado a partir, de então, pelas mulheres que compuseram a Associação, mas também de instituições congêneres criadas em vários estados do Brasil.


Palavras-chave


Damas da Assistência à Infância, IPAI, Arthur Moncorvo Filho, Assistência, Infância

Texto completo:

PDF

Referências


Referências bibliográficas:

ALVES, Laura Maria Silva; ARAUJO, Sônia Maria da Silva. Assistência, proteção e direito à infância em Belém do Pará com a fundação do IPAI (1910-1912). International Studies on Law and Education, 22 jan-abr 2016, CEMOrOc-Feusp/ IJI-Universidade do Porto (p. 29-38).

ANDERSON, Benedict. Comunidades Imaginadas. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

CAMARA, Sônia. "A arte de educar e prevenir crianças: as Conferências de Higiene Infantil do Instituto de Proteção e Assistência à Infância do Rio de janeiro (1901-1907)". CAMARA, Sônia (org.). Pesquisa(s) em História da educação e infância: conexões entre ciência e história. Rio de Janeiro: Quartet: 2014a.

_______. O jornal "A Mãi de Família" como estratégia de intervenção: higiene e educação da infância nos finais do século XIX. MIGNOT, Ana C. Venâncio; SILVA, Alexandra Lima da; SILVA, Marcelo Gomes da (orgs.). Outros Tempos, outras escolas. Rio de Janeiro: Quartet, 2014b.

_______. Reinventando a Escola: o ensino profissional feminino na Reforma Fernando de Azevedo de 1927 a 1930. Rio de Janeiro: Quarter, 2013.

_______. Em “Prol dos Pequeninos”: O Instituto de Proteção e Assistência à Infância como instância educativa e eugênica da família e da criança. Comunicação apresentada no Encontro da Associação nacional de Pós-Graduação em História (Anpuh), Minas Gerais, 2008.

COSTA, Carlos. "Os preconceitos populares em relação à alimentação da primeira infância". Archivos de Assistência à Infância. Rio de Janeiro: Editora Besnard Fréres, outubro, novembro, dezembro de 1907.

ENGEL, Magali. Meretrizes e Doutores: saber médico e prostituição no Rio de Janeiro (1840-1890). São Paulo: Editora Brasiliense, 1989.

FREIRE, Maria Martha de Luna. "Quando a caridade encontra a ciência: um olhar sobre a trajetória do dr. Moncorvo Filho". SANGLARD, Gisele; FERREIRA, Luiz O. [et. al.]. Filantropos da nação: sociedade, saúde e assistência no Brasil e em Portugal. – Rio de Janeiro: Editora FGV, 2015.

________. "Gênero, filantropia e assistência materno-infantil: uma análise da atuação das damas de assistência do instituto de proteção e assistência à infância do Rio de Janeiro (Ipai)". (Anais Eletrônicos), Florianópolis, 2013. Seminário Internacional Fazendo Gênero 10.

_______; LEONY, Vinícius da Silva. "A Caridade científica: Moncorvo Filho e o Instituto de Proteção e Assistência à Infância do Rio de Janeiro (1899-1930)". Revista História, Ciência, Saúde - Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 18, supl. 1, dezembro 2011, p. 199-225.

GEREMEK, Bronislaw. "Pobreza". Enciclopédia Einaudi, v. 38. Sociedade e Civilização. Imprensa Nacional, Casa da Moeda, 1998.

HAHNER, June. A mulher brasileira e suas lutas sociais e políticas: (1850-1937). São Paulo: Brasiliense, 1981.

LEVY, Iete Cherem. A trajetória de Moncorvo Filho: puericultura e filantropia num projeto de assistência à infância (1901-1922). Dissertação (Mestrado) - Instituto de Filosofia e Ciências Sociais, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1996.

MELO, Jeane Carla Oliveira de; NASCIMENTO, Rita de Cássia Gomes. "A REGENERAÇÃO DOS COSTUMES PARTE DO ALTO": a atuação das Damas de Assistência do Instituto de Assistência à Infância do Maranhão (1911-1939). Revista Outros Tempos, volume 7, número 9, 2010, (p. 41-60).

MONCORVO FILHO, Arthur. Em Torno do Berço. Conferência medico-social, Realizada em 11 de março de 1914 no Cinema Odeon.

_______. Historico da Protecção á Infância no Brasil 1500-1922. Rio de Janeiro, Paulo, Pongetti &Cia, 1927.

MOTT, Maria Lúcia; BYINGTON, Maria Elisa; ALVES, Olga Sofia. O Gesto que Salva. Pérola Byington e a Cruzada Pró-infância. São Paulo: Projetos Históricos e Editoriais, 2005, p. 46.

REVEL, Jacques. Proposições. Ensaios de História e Historiografia. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2009.

Revista A Faceira. Rio de Janeiro, Redação Avenida Passos, ano 1, n. 3, outubro de 1911.

_______. Rio de Janeiro: Redação Avenida Passos, ano 1, números 4, novembro de 1911.

Revista Careta, ano II, n. 84 de 08 de janeiro de 1910. Hemeroteca da Biblioteca Nacional.

Revista Archivos de Assistência à Infância. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, n. 1 e 2, 1907.

_______. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, n. 3 a 6, 1907.

_______. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, n. 7 e 8, 1907.

_______. Rio de Janeiro: Typografia Bersnard Fréres, n. 9, setembro de 1907.

_______. Rio de Janeiro: Typografia Bersnard Fréres, ano VII, n. 1, janeiro a março de 1914.

SANGLARD, Gisele. "Filantropia e política pública: Fernandes Figueira e assistência à infância no Rio de Janeiro na Primeira República". SANGLARD, Gisele; FERREIRA, Luiz Otavio. [et. al.]. Filantropos da nação: sociedade, saúde e assistência no Brasil e em Portugal. – Rio de Janeiro: Editora FGV, 2015.

_______. "Laços de sociabilidade no Rio de Janeiro - ação filantrópica e constituição de uma rede de assistência à infância (1889-1930)". ARAUJO, Maria Marta Lobo; ESTEVES, Alexandra; COELHO, José Abilio (coords). Sociabilidades na vida e na morte (séculos XVI-XX). Portugal: CITCE, 2014.

SIRINELLI, Jean-François. "Os intelectuais. RÉMOND, René (org.). Por uma História Política. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2003.

SOIHET, Rachel. "A pedagogia da conquista do espaço público pelas mulheres e a militância feminista de Bertha Lutz". Revista Brasileira de Educação, setembro/dezembro, n. 5, 2000, p. 100.

VELHO, Gilberto. Subjetividade e Sociedade: uma experiência de geração. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1989.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.
';



 

 

====================================================================


REVISTA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO / HISTORY EDUCATION JOURNAL

QUALIS/CAPES 2016: Educação - A1 / Ensino - A1 / História - A2 / Interdisciplinar - A2 / Direito - A2 / Linguística e Literatura - B1 / Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo - B1

ISSN online: 2236-3459

E-mail: rhe.asphe@gmail.com

 

REDES SOCIAIS / SOCIAL NETWORKS

 

                   




INDEXADORES / INDEXERS

 

                  

 

 

 

              

 

 

                    

 

 

 

 

                  

 

 

                       

 

 

                    

 

 

                              

 

 

                    

 

 

                     

 

 

 

PATROCINADORES E APOIADORES / SPONSORS AND SUPPORTERS

 

                            

 

 

              

 

 

 

AGÊNCIAS DE FOMENTO / DEVELOPMENT AGENCIES