História da educação no quadro das relações sociais - History of education in the framework of social relations

Moysés Kuhlmann Jr., Paula Leonardi, Brasil

Resumo


Neste artigo argumenta-se sobre uma perspectiva historiográfica que procura situar a educação no quadro das relações sociais. Circunscrever as pesquisas aos limites escolares traz o risco da produção de interpretações restritas ao que poderia ser denominado educentrismo. São feitas considerações sobre os limites do educentrismo e apresentam-se informações sobre documentação digitalizada no quadro de ampla pesquisa. Indicam-se desdobramentos da adoção dessa perspectiva no que se refere ao trabalho com as fontes legislativas e a imprensa periódica, bem como sobre a questão das relações internacionais em torno das temáticas da Igreja Católica e do jardim de infância, em que ocorrem tensões com dinâmicas locais, regionais e nacionais.

Palavras-chave: historiografia, educação, relações sociais, fontes.

 

HISTORY OF EDUCATION IN THE FRAMEWORK OF SOCIAL RELATIONS

Abstract

This article argues about a historiographical perspective that attempts to set education in the context of social relations. The research circumscribed in school boundaries takes the risk of producing restricted interpretations, which could be termed as educentrism. It makes considerations about the limits of educentrism, and it presents information about digitized documents from extensive research. It indicates consequences from the adoption of this perspective, related to working with sources like legislative documents and periodicals, and also on the question of international relations, about the themes of Catholic Church and the kindergarten, and the tensions in local, regional and national dynamics.

Key-words: historiography, education, social relationships, sources.

 

HISTORIA DE LA EDUCACIÓN EN EL MARCO DE LAS RELACIONES SOCIALES

Resumen

En este artículo, se argumenta sobre una perspectiva historiográfica que busca colocar la educación en el contexto de las relaciones sociales. Circunscribir la investigación a los límites de la escuela trae el riesgo de la producción de interpretaciones restringidas a lo que podría denominarse como educentrismo. Se hacen consideraciones sobre los límites del educentrismo y se presenta información sobre documentos digitalizados en un amplio marco de investigación. Se indican las consecuencias de la adopción de esta perspectiva, con respecto al trabajo con fuentes legislativas y la prensa periódica, así como sobre la cuestión de las relaciones internacionales, alrededor de las temáticas de la Iglesia Católica y del jardín de infantes, en que se producen tensiones con las dinámicas local, regional y nacional.

Palabras-clave: historiografía, educación, relaciones sociales, fuentes.

 

HISTOIRE DE L'ÉDUCATION DANS LE CADRE DES RELATIONS SOCIALES

Résumé

L’article présente un débat concernant une perspective historiographique qui vise à placer l'éducation dans le contexte des relations sociales. Restreindre la recherche sur les limites de l'école apporte le risque de produire des interprétations limitées à ce qui pourrait être qualifié de educentrisme. Il y a considérations sur les limites de l’educentrisme et informations sur les documents numérisés sur une vaste cadre de recherche. Sont indiquées les conséquences de l'adoption de ce point de vue, dans le travail avec les sources législatives et presse périodique, ainsi que sur la question des relations internationales autour des thèmes de l'Eglise catholique et le jardin d'enfants, dans lesquelles se produisent des tensions avec les dynamiques local, régional et national.

Mots-clé: historiographie, éducation, relations sociales, sources.


Palavras-chave


Historiografia; Educação; Relações Sociais; Fontes

Texto completo:

PDF

Referências


ACTAS Y DECRETOS DEL CONCILIO PLENARIO DE LA AMÉRICA LATINA. Roma: Tipografía Vaciana, 1906.

AMAZONAS. Relatorio da Directoria de Instrucção Publica. Apresentado ao Exmo. Sr, Major Pedro Freire - Secretário dos Negócios do Interior, por Francisco Antonio Monteiro, de 30 de maio de 1899.

CALKINS, Norman Alison. Primeiras lições de coisas. Manual de ensino elementar para uso dos paes e professores. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1886.

FREIRE, Carlota Sophia de Brito. Jardim de Infância de Lisboa. Congresso Pedagogico Hispano-Portuguez-Americano. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1892.

GAROTOS. Jornal mensal das obras sociais de São José e Santa Terezinha. Bragança Paulista, 1953.

O MENSAGEIRO DE NOSSA SENHORA DA SALETTE. Rio de Janeiro: Pap. E Typ. Fonseca - 7 de setembro 38. 1917-1928.

REVISTA AMAZONIDA. Literatura e atualidades. Manaus, Amazonas, nov. 1941.

ALVES, Hercules Alfredo Batista. A educação feminina na região da campanha-MG: o Collegio Marianno (1867-1907). Itatiba: USF, 2014. 248f. Tese (doutorado em Educação). Universidade São Francisco.

AZEVEDO, Fernando de. A transmissão da cultura. In: AZEVEDO, Fernando de. A cultura brasileira. São Paulo: Melhoramentos, 1976.

BARREIRA, Luiz Carlos. Imprensa educacional em Portugal no início da república: educação libertária e pedagogia soviética. Teias, v. 14, n. 32, 2013, p. 172-189.

BASTOS, Maria Helena Camara. Escritas estudantis em periódicos escolares. Hist. Educ. (Online), Porto Alegre: Asphe, v. 17, n. 40, 2013, p. 7-10.

BASTOS, Maria Helena Camara. A imprensa de educação e de ensino: repertórios analíticos: o exemplo da França. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 12, n. 34, 2007, p. 166-168.

BASTOS, Maria Helena Camara. A Revista do Ensino do Rio Grande do Sul (1939-1942): o novo e o nacional em revista. Pelotas: Seiva, 2005.

BASSO, Amália F.; LEONARDI, Paula. Padre Aldo Bolini e a educação em Bragança Paulista. ANPED SUDESTE, 11, 2014. Disponível em . Acesso em 15 jun. 2016.

BITTENCOURT, Agueda. A era das congregações. COLÓQUIO INTERNACIONAL CONGREGAÇÕES RELIGIOSAS, EDUCAÇÃO E ESTADO NACIONAL NO BRASIL, 2, 2015. Anais ... Campinas: Unicamp, 2015, p. 1-31.

BITTENCOURT, Agueda. O livro e o selo: editoras católicas no Brasil. Pro-Posições, v. 25, n. 1, 2014, p. 117-137.

BITTENCOURT, Raul. A educação brasileira no Império e na República. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília: Inep, v. 19, n. 49, 1953, p. 41-76.

BOLETIM INFORMATIVO. História da educação e da infância, n. 2, 2015. Disponível em . Acesso em 24 mar. 2016.

BOMENGOLA-ILOMBA, Jean-Marie. L’évangelisation par les médias: recherches sur une problématique et des pratiques de l’Eglise catholique. Lyon: Université Lumière Lyon 2, 2008. 552f. Thèse (doctorat de sciences de l’information et de la communication). Université Lumière Lyon 2.

BRASIL. Decreto n. 667, de 16 de agosto de 1890. Disponível em . Acesso em 24 mar. 2016.

CAMPOS, Eva Vilma Manchini, KUHLMANN JR., Moysés. A creche de São Vicente de Paulo e os brasileiros de Portugal. ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 16, 2010. Anais ... Itatiba: Universidade São Francisco, 2010, p. 1-9.

CASPARD, Pierre (dir.). La presse d’éducation et d’enseignement, XVIIIe siècle-1940: répertoire analytique. Paris: INRP, tome 1: A-C, 1981; tome 2: D-J, 1984; tome 3: K-R, 1986; tome 4: S-Z, 1991.

CATANI, Denice. Educadores à meia-luz: um estudo sobre a Revista de Ensino, da Associação Beneficente do Professorado Público de São Paulo (1902-1918). Bragança Paulista: USF, 2003.

CASTANHA, André Paulo. Edição crítica da legislação educacional primária do Brasil imperial: a legislação geral e complementar referente à Corte entre 1827 e 1889. Francisco Beltrão: Unioeste; Campinas: Navegando Publicações, 2013.

CONGRÈS INTERNATIONAL DE L´ENSEIGNEMENT. Bruxelles, 1880, Discussions. Bruxelles: Libr. de L’Office de Publicité, 1882.

CRUZ, Heloisa de Faria; PEIXOTO, Maria do Rosário da Cunha. Na oficina do historiador: conversas sobre história e imprensa. Projeto História, São Paulo, n. 35, 2007, p. 253-270.

DALMOLIN, Aline R. O discurso sobre aborto em revistas católicas brasileiras: Rainha e Família Cristã (1980-1990). São Leopoldo: Unisinos, 2012. 223f. Tese (doutorado em Ciências da Comunicação). Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

DIAS, Kate Paula Nunes. Legislação e educação da infância na coleção de leis do Império (1808-1889). Itatiba: Universidade São Francisco, 2015. 225f. Dissertação (mestrado em Educação). Universidade São Francisco.

DIAS, Kate Paula Nunes; KUHLMANN JR., Moysés. Legislação e educação da infância no período imperial. CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 8, 2015. Anais ... Maringá: SBHE, 2015, p. 1-15.

DUFFY, Eamon. Santos e pecadores: história dos papas. São Paulo: Cosac & Naify, 1998.

FERNANDES, Ana Lucia C. A santa causa da instrução e o progredimento da humanidade: revistas pedagógicas e construção do conhecimento pedagógico no Brasil e em Portugal no final do século 19. Rio de Janeiro: PUCRJ, 2004. 220f. Tese (doutorado em Educação). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

FERNANDES, Rogério. A educação infantil na obra de Francisco Adolfo Coelho. In: FELGUEIRAS, Margarida Louro, MENEZES, Maria Cristina (orgs.). Rogério Fernandes: questionar a sociedade, interrogar a história, (re)pensar a educação. Porto: Afrontamento, 2004, p. 495-510

GINZBURG, Carlo. Olhos de madeira: nove reflexões sobre a distância. São Paulo: Cia das Letras, 2001.

HOBSBAWM, Eric J. Sobre História. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

JULIA, Dominique. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de Educação, n. 1, 2001, p. 9-43.

KUHLMANN JR., Moysés. As grandes festas didáticas: a educação brasileira e as exposições internacionais (1862-1922). Bragança Paulista: USF, 2001.

KUHLMANN JR., Moysés. O Pedagogium: sua criação e finalidades. In: MIGNOT, Ana Cristina (org.). Pedagogium: símbolo da modernidade educacional republicana. Rio de Janeiro: Quartet, 2013, p. 25-42.

KUHLMANN JR., Moysés. Relações sociais, intelectuais e educação da infância na história. In: SOUZA, Gizele. (org.). Educar na infância: perspectivas. São Paulo: Contexto, 2010, p. 81-97.

KUHLMANN JR., Moysés. Notas sobre o Congresso Internacional do Ensino Bruxelas, 1880. Hist. Educ. (Online), Porto Alegre: Asphe, v. 9, n. 18, 2005, p. 59-69.

KUHLMANN JR. Moysés; FERNANDES, Fabiana Silva. Periódicos e história da educação: bases de dados como recurso metodológico. Textos FCC, n. 40, 2014. Disponível em . Acesso em 16 maio 2016.

LEONARDI, Paula. Além dos espelhos: memórias, imagens e trabalhos de duas congregações francesas. São Paulo: Paulinas/Fapesp, 2010.

LEONARDI, Paula; BITTENCOURT, Agueda. De documento religioso à fonte histórica: as Atas do I Concílio Plenário da América Latina. Revista Educação & Filosofia, Uberlândia, v. 30, n. 59, 2016, (no prelo).

LUCA, Tania Regina de. História dos, nos e por meio dos periódicos. In: PINSKY, Carla Bassanezi (org.). Fontes históricas. São Paulo: Contexto, 2005, p. 111-153.

MARTINS, Ana Luiza. Revistas em revista: imprensa e práticas culturais em tempos de república. São Paulo: Edusp, 2008.

MAZOCHI, Letícia Aparecida. Memórias, modelos e práticas educativas de uma congregação religiosa: a construção da devoção a Salette no Brasil. Itatiba: USF, 2015. 192f. Mestrado (em Educação). Universidade São Francisco.

MIKI, Pérsida da Silva Ribeiro. Aspectos da educação infantil no estado do Amazonas: o curso infantil Froebel no Instituto Benjamin Constant outros jardins de infância (1897-1933). Itatiba: Universidade São Francisco, 2014. 382f. Tese (doutorado em Educação). Universidade São Francisco.

MIKI, Pérsida da Silva Ribeiro; KUHLMANN JR., Moysés. Relações luso-brasileiras e a educação infantil no Amazonas. CONGRESSO LUSO-BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 10, 2014. Anais ... Curitiba: PUCPR, 2014, p. 1-14.

MOGARRO, Maria João. Cultura material e modernização pedagógica em Portugal (séculos 19 e 20). Educatio Siglo XXI, v. 28, n. 2, 2010, p. 89-114.

NAGLE, Jorge. Introdução da escola nova no Brasil (antecedentes). Boletim de Teoria Geral da Educação, n.2, p. 81-108. Araraquara: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, 1964.

NASCIMENTO, Jorge C. A escola de Baden-Powell: cultura escoteira, associação voluntária e escotismo de Estado no Brasil. Rio de Janeiro: Imago, 2008.

NEVES, Margarida de Souza. Os cenários da República: o Brasil na virada do século 19 para o século 20. In: FERREIRA, Jorge, DELGADO, Lucília de Almeida Neves (orgs.). O tempo do liberalismo excludente: da proclamação da república à revolução de 1930. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008, p.13-44.

NÓVOA, Antônio. A imprensa de educação e ensino: repertório analítico (séculos 19 e 20). Lisboa: Instituto de Inovação Educacional, 1993.

OTERO URTAZA, Eugenio. La institución libre de enseñanza y el laicismo escolar belga. In: UREÑA, Enrique Menéndez, ÁLVAREZ LÁZARO, Pedro (eds.). La actualidad del krausismo en su contexto europeo. Madrid: Porteluz, Fundación Duques de Soria, Universidad Pontificia de Comillas, 1999, p. 141-169.

RESENDE, Maria Efigênia Lage de. O processo político na Primeira República e o liberalismo oligárquico. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucília Almeida Neves. (orgs.) O tempo do liberalismo excludente: da proclamação da república à revolução de 1930. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008, p. 89-120.

ROUX, Rodolfo. De la nation catholique à la republique pluriculturelle en Amerique Latine. In: BERTRAND, Michel; ROUX, Rodolpho (éd.). De l’un au multiple: dynamiques identitaires en Amerique Latine. Tolouse: Presses Universitaires du Mirail, 2008.

TABORDA, Marcus Aurélio. O pensamento de Edward Palmer Thompson como programa para a pesquisa em história da educação: culturas escolares, currículo e educação do corpo. Revista Brasileira de História da Educação. São Paulo, v. 16, n. 45, 2008, p. 147-170.

OLIVEIRA, Marcus Aurelio Taborda de. Pensando a história da educação com Raymond Williams. Educação e Realidade, Porto Alegre: Ufrgs, v. 39, n. 1, p. 257-276.

THOMPSON, Edward Palmer. As peculiaridades dos ingleses e outros artigos. Campinas: Unicamp, 2001.

WILLIAMS, Raymond. Cultura. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000.

WILLIAMS, Raymond. Palavras-chave: um vocabulário de cultura e sociedade. São Paulo: Boitempo, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.
';



 

 

====================================================================


REVISTA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO / HISTORY EDUCATION JOURNAL

QUALIS/CAPES 2016: Educação - A1 / Ensino - A1 / História - A2 / Interdisciplinar - A2 / Direito - A2 / Linguística e Literatura - B1 / Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo - B1

ISSN online: 2236-3459

E-mail: rhe.asphe@gmail.com

 

REDES SOCIAIS / SOCIAL NETWORKS

 

                   




INDEXADORES / INDEXERS

 

                  

 

 

 

              

 

 

                    

 

 

 

 

                  

 

 

                       

 

 

                    

 

 

                              

 

 

                    

 

 

                     

 

 

 

PATROCINADORES E APOIADORES / SPONSORS AND SUPPORTERS

 

                            

 

 

              

 

 

 

AGÊNCIAS DE FOMENTO / DEVELOPMENT AGENCIES