Chamada para submissão de artigos. Dossiê: "História e Patrimônio: questões teóricas e metodológicas"

Está aberto, até o dia 30 de abril de 2018, o período para submissão de artigos ao dossiê "História e Patrimônio: questões teóricas e metodológicas", que será publicado na edição de dezembro de 2018 da Anos 90.

Organizadores do dossiê: Dra. Zita Possamai (PPG em Museologia e Patrimônio e PPG em Educação UFRGS) e Dr. Alessander Kerber (PPG História UFRGS)

Proposta do dossiê:

O presente dossiê pretende agregar artigos que enfoquem questões teóricas e metodológicas referentes a três possibilidades de interface entre a história e patrimônio. A primeira delas trata das investigações acadêmicas sobre os processos de patrimonializacao e usos do passado, cuja acolhida não se estabeleceu apenas em programas de pós-graduação strictu sensu em História, mas em uma miríade de programas interdisciplinarés criados no Brasil nas últimas décadas. A segunda possibilidade envolve a atuação do profissional historiador em um campo de disputas, onde estão em jogo os embates em torno de práticas e representações sobre os bens culturais e sobre o passado. Finalmente, a terceira interface está relacionada ao ensino de história e envolve especialmente as políticas educacionais que, no Brasil, tem colocado o patrimônio como eixo de abordagens transversais no currículo escolar. Em qualquer destes lugares de produção histórica sobre o patrimônio, o aprofundamento teórico e metodológico constitui-se em prerrogativa para o avanço da reflexão sobre a especificidade das contribuições do conhecimento histórico para a questão, bem como para o compartilhamento e debate interdisciplinar com outras áreas envolvidas. Desse modo, o Dossiê História e Patrimônio é um convite aos pesquisadores para sistematizar suas reflexões de ordem teórica e metodológica relacionadas às possibilidades de interface acima elencadas. Pretende-se discutir autores e conceitos  utilizados, bem como metodologias postas em ação para elucidação de problemas. Para perseguir esse objetivo, estudos de caso devem ser evitados, a não ser que sirvam para tornar compreensíveis as questões teóricas e metodológicas enfocadas.