Análise comparativa do isolamento acústico em diferentes geometrias: ensaios em campo e simulações computacionais

Maria Fernanda Oliveira, Rafael Heissler

Resumo


Atualmente, no Brasil, as edificações residenciais devem atender condições mínimas de isolamento acústico, e, para tal, as características acústicas do sistema construtivo devem ser bem conhecidas. Para as condições de projeto, utilizam-se dados de isolamento acústico dos sistemas ensaiados em laboratório como valores de input em simulações computacionais, e assim estimar os resultados que poderão ser obtidos em ensaios em campo. Desse modo, este trabalho busca apresentar resultados de ruído aéreo e de impacto padronizado de diferentes sistemas construtivos ensaiados em uma mesma edificação, com foco na análise comparativa das diferentes áreas e geometrias e na estimativa obtida de softwares de predição acústica. Os ensaios foram realizados em edificações residenciais de acordo com as normas técnicas ISO 16283-1 e ISO 16283-2, e estimados com o uso do software SONarchitect. Uma análise da incerteza de medição a partir de uma série histórica de dados foi realizada para verificar se há influência da geometria na incerteza expandida. Verificou-se que parte dos ensaios de ruído aéreo apresentou resultados simulados com valor menor que os encontrados por meio de ensaio, e a incerteza de medição tende a um valor maior conforme o aumento do volume do cômodo ensaiado. Já para os ensaios de transmissão ao ruído de impacto, os valores estimados ficaram muito próximos dos resultados de ensaio, entretanto não foi possível relacionar a incerteza de medição com o volume do cômodo ensaiado.


Palavras-chave


Acústica de edifícios; Desempenho de edificações; Incerteza de medição

Texto completo:

HTML




Direitos autorais 2020 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: