Isovistas aplicadas à localização de unidades de informação para mobilidade de pedestres

Adriana Cristina da Silva Souza, Pastor Willy Gonzales Taco, Ana Catarina Ferreira Lima, Elisangela Aparecida Machado da Silva

Resumo


Na mobilidade urbana, um dos fatores mais desencorajadores dos deslocamentos dos pedestres é a falta de informações do espaço urbano. A disponibilidade adequada de informações espaciais, tais como rotas de deslocamento a pé e proximidade de pontos de parada, proporciona melhoria na qualidade dos deslocamentos e fomenta a apropriação dos espaços públicos. Informações, quando bem localizadas, geram clareza e visibilidade do espaço urbano construído, otimizando e integrando os deslocamentos dos pedestres ao sistema de transportes. Assim, foi desenvolvido um método para identificar a localização espacial de unidades de informação para pedestres (UnIsP) utilizando a ferramenta da Sintaxe Espacial, a análise das isovistas e o software Depthmap. O método foi aplicado na Estação Praça do Relógio do metrô de Brasília, DF, e possibilitou identificar os pontos de maior potencialidade e visibilidade para a localização das UnIsP, subsidiando intervenções urbanas para integrar os deslocamentos dos pedestres ao sistema de transportes. Ainda, o método pode ser aplicado, com as devidas adaptações, aos terminais e aos pontos de parada dos demais modos de transporte público.


Palavras-chave


Pedestres, Isovistas, Unidade de Informação, Mobilidade Urbana.

Texto completo:

HTML




Direitos autorais 2020 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: