Proposta de método otimizado para a avaliação de desempenho em uso de sistemas construtivos inovadores

Mena Cristina Marcolino Mendes, Márcio Minto Fabricio, César Imai

Resumo


Este artigo busca discutir o desempenho em uso dos sistemas construtivos inovadores (SCIs), homologados por instituições técnicas avaliadoras (ITAs) e pelo Sistema Nacional de Avaliação Técnica (SiNAT). O objetivo foi analisar os resultados de avaliações pós-ocupação (APOs) em habitações de interesse social (HISs) construídas em concreto-PVC e sistema leve em madeira, a partir da proposta de otimização e do critério avaliativo das falhas sistemáticas de um conjunto de instrumentos, sendo: projeto, obra, manual de uso, operação e manutenção, manutenibilidade e assistência técnica (FINANCIADORA..., 2012). Nos dois casos, a estanqueidade é o fator de desempenho que mais requer intervenções nas HISs. Quanto às fissuras em juntas e aos problemas em caixilhos das esquadrias, não são oriundos de deformações das vedações autoportantes, o que é positivo na análise do fator de desempenho segurança estrutural. Os resultados demonstram que, embora o fator de segurança estrutural seja satisfatório, é necessária a manutenção por parte dos usuários e da assistência técnica da empresa, como no caso do sistema em concreto-PVC. Conclui-se que o método otimizado pode indicar as falhas sistemáticas dos SCIs, possibilitando recomendar às ITAs os itens prioritários para futura reavaliação.


Palavras-chave


Desempenho em Uso. Sistema Construtivo Inovador. Avaliação Pós-Ocupação.

Texto completo:

HTML




Direitos autorais 2020 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: