Análise da correlação entre conforto e desempenho térmico em habitações de interesse social por simulação computacional

Tássio Luiz dos Santos, Fernando Henrique Fiirst dos Santos Porto, Arthur Santos Silva

Resumo


No Brasil, a NBR 15220-3 foi a primeira norma que tratou sobre o tema desempenho térmico em habitações, seguida da NBR 15575-1, que apresenta dois métodos normativos para essa avaliação. Desses dois métodos, a simulação computacional é a mais indicada para a avaliação de desempenho térmico por analisar a edificação como um todo. Entretanto, o método não considera parâmetros de conforto térmico, pois o indicador de desempenho baseia-se somente nas diferenças de temperatura do ar. O objetivo deste trabalho é investigar correlações e divergências de desempenho térmico avaliado pelo método de simulação da NBR 15575-1, e o conforto térmico dos usuários de habitações de interesse social com base no modelo adaptativo. Para tanto, um projeto de habitação de interesse social foi simulado em cenários distintos e com configurações de envoltória diferentes, por meio de um experimento fatorial, e sob as mesmas circunstâncias foram feitas análises de sensibilidade das variáveis de entrada. Os resultados mostraram certa correlação entre o desempenho e o conforto térmico em alguns cenários, que pode ser justificada pelo fato de parte das variáveis mais influentes no desempenho ser a mesma no conforto, porém, é evidente a não eficácia do método normativo diante do conforto térmico.


Palavras-chave


Desempenho térmico; conforto térmico; simulação computacional; habitação social; análise de sensibilidade

Texto completo:

HTML




Direitos autorais 2020 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: