Modelos para estimativa das propriedades mecânicas de compressão e tração na direção paralela às fibras

Anderson Renato Vobornik Wolenski, Fabrício Moura Dias, Rodrigo Guerra Peixoto, André Luís Christoforo, Francisco Antonio Rocco Lahr

Resumo


As resistências mecânicas da madeira são calculadas, por questões de segurança, com base no seu valor característico. A norma brasileira para estruturas de madeira estabelece relações para estimar a resistência característica juntamente com três formas de caracterização da madeira, com destaque ao procedimento simplificado que permite, para espécies usuais, a obtenção dos valores característicos por meio de equações que correlacionam diferentes propriedades mecânicas. Ao considerar os resultados das resistências ( ; ) e dos módulos de elasticidade ( ; ) na compressão e tração paralelas às fibras de 40 espécies folhosas (960 experimentações com teor de umidade de ), a precisão das relações  e  propostas pela norma foram avaliadas com base na análise de variância (ANOVA). Além do objetivo de avaliar tais equações, modelos de regressão linear, exponencial, logarítmico e geométrico foram adotados como proposta alternativa na estimativa de tais propriedades. As análises estatísticas validaram as equações propostas pela norma brasileira e a equação geométrica, proposta neste trabalho, mostrou-se como o modelo de melhor ajuste.


Palavras-chave


madeiras folhosas; modelos de regressão; valores característicos

Texto completo:

HTML




Direitos autorais 2019 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: