Emoções positivas no uso do espaço construído de um campus universitário associadas aos atributos do design biofílico

Flora Bittencourt Detanico, Felipe André Schwab, Gabriela Zubaran de Azevedo Pizzato, Fabio Gonçalves Teixeira, Jocelise Jacques de Jacques, Branca Freitas de Oliveira

Resumo


O design biofílico proporciona soluções de integração da natureza com os ambientes construídos, promovendo agradabilidade (pleasantness) e bem-estar para os usuários. Este trabalho tem como objetivo identificar emoções positivas dos usuários, associadas aos atributos do design biofílico na avaliação do ambiente construído do novo campus Unisinos, em Porto Alegre. O método proposto abrange uma etapa qualitativa e outra quantitativa, partindo da pesquisa de satisfação com os usuários. Por meio da estruturação de questionário, são aferidas maiores informações a respeito das emoções positivas elicitadas pelos atributos da edificação, assim como da intensidade em que essas emoções são percebidas pelos alunos na interação com o espaço. Os resultados demonstram a contribuição positiva do campo de estudo do design e emoção, bem como do design biofílico, para avaliação do ambiente construído.


Palavras-chave


Design biofílico; Design e emoção; Ambiente construído

Texto completo:

HTML




Direitos autorais 2019 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: