Aspecto prescritivo das normas de sistemas prediais hidráulicos e sanitários e sua relação com a verificação automática de modelos BIM

Fabiano Rogerio Corrêa, Lúcia Helena de Oliveira, Carolina Yumi Kubo Takagaki

Resumo


É prática comum a divisão de projetos de edifícios em subsistemas, o que resulta em dificuldades no gerenciamento do processo. O emprego de modelos BIM propicia a visualização da interação desses subsistemas e a verificação automática de critérios normativos. O objetivo deste artigo é analisar a viabilidade da verificação automática de modelos BIM segundo as recomendações das normas técnicas de sistemas prediais de água fria, água quente e de esgoto sanitário. O método consiste em levantar recomendações normativas e transformá-las em regras que possam ser verificadas automaticamente por meio de programas de computador. Os resultados mostram que regras de simples comparação e relacionadas a propriedades de elementos individualizados são possíveis de ser parametrizadas, mas também evidenciam que as atuais normas técnicas apresentam poucas recomendações que podem ser transformadas em regras. Conclui-se que, no caso de sistemas prediais hidráulicos e sanitários, a verificação completa e automática de modelos BIM só seria viável em um cenário em que as normas técnicas fossem integralmente prescritivas, para maximizar a cobertura de análise de projetos. Porém, como esse cenário não necessariamente aumenta a qualidade das soluções no sistema projetado, entende-se que a verificação automática possuirá um papel secundário enquanto não houver mudança no paradigma desse tipo de automatização.


Palavras-chave


BIM. Verificação automática. Sistemas prediais hidráulicos e sanitários.

Texto completo:

HTML




Direitos autorais 2018 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: