Editorial

Enedir Ghisi, Doris Catharine Corneli Knatz Kowaltowski, Ercília Hitomi Hirota, Holmer Savastano Junior, Léa Cristina Lucas de Souza

Resumo


Este número da revista Ambiente Construído contém vinte e dois artigos. Foram selecionados dentre mais de cem artigos recebidos a partir da chamada especial sobre Conforto e Eficiência Energética no Ambiente Construído, realizada no início de 2016. Também foram convidados a enviar versões ampliadas de seus artigos os autores que tiveram artigos premiados no Encontro Nacional de Conforto no Ambiente Construído (ENCAC), realizado em Campinas entre 15 e 17 de outubro de 2015.

Os artigos publicados neste número foram organizados na seguinte ordem: acústica, iluminação, conforto térmico, desempenho térmico, eficiência energética, simulação computacional e temas correlatos.

O primeiro artigo, de Simone Queiroz da Silveira Hirashima, do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, e de Eleonora Sad de Assis, da Universidade Federal de Minas Gerais, trata da percepção sonora e do conforto acústico em espaços urbanos de Belo Horizonte.

O segundo artigo, de autoria de Erasmo Felipe Vergara, da Universidade Federal de Santa Catarina, de Fernanda Marros, da DDFH&B da Irlanda, e de Stephan Paul, da Universidade Federal de Santa Catarina, trata do tempo de reverberação como critério de qualidade acústica de salas de aula para a prática e o ensino musical.

João Roberto Gomes de Faria e Aline Yurika Inskava, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, e Sven Thomas Planitzer, da University of Applied Sciences Zwickau, na Alemanha, são os autores do terceiro artigo, redigido em inglês, que busca explicações sobre as preferências dos usuários de salas individuais de escritórios quanto à iluminação; apresenta um estudo de caso por meio de respostas de questionários e também de simulação computacional de índices relacionados à qualidade da iluminação.

Raphaela Walger da Fonseca e Fernando Oscar Ruttkay Pereira, da Universidade Federal de Santa Catarina, propõem, no quarto artigo, um método simplificado que integra a aplicação de redes neurais artificiais com zoneamento de iluminação natural para estimar a redução do consumo energético de edifícios não residenciais por meio do aproveitamento da luz natural.

Renata De Vecchi e Roberto Lamberts, da Universidade Federal de Santa Catarina, e Christhina Maria Cândido, da University of Sydney, na Austrália, são os autores do quinto artigo, também redigido em inglês. Esse artigo investiga padrões de vestimenta de usuários de edifícios de escritórios e de salas de aula com diferentes configurações, localizados em clima temperado e úmido.

Eduardo Leite Krüger, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, e Patricia Regina Chaves Drach, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, analisam, no sexto artigo, os efeitos da cor da pele na percepção térmica de transeuntes em espaços abertos na cidade do Rio de Janeiro.

O sétimo artigo, de autoria de Karen Wrobel Straub e de Erika Fernanda Toledo Borges Leão, da Universidade do Estado de Mato Grosso, de Ernesto Kuchen, da Universidad Nacional de San Juan, na Argentina, e de Marlon Leão, da Universidade do Estado de Mato Grosso, trata da temperatura de neutralidade em salas de aula do ensino superior para as zonas bioclimáticas do estado de Mato Grosso.

O oitavo artigo, de Ricardo Forgiarini Rupp, Renata De Vecchi e Bernardo Farias Asmus, da Universidade Federal de Santa Catarina, de Christhina Cândido, da University of Sydney, na Austrália, e de Enedir Ghisi, da Universidade Federal de Santa Catarina, trata de conforto térmico em escritórios com sistema central de condicionamento artificial em clima subtropical úmido.

O nono artigo, de Adriana Camargo de Brito, Maria Akutsu, Elisa Morande Salles, do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo, e de Guilherme Molnar Castro, da Universidade de São Paulo, aborda características térmicas de materiais de mudança de fase para uso em edificações brasileiras.

O décimo artigo aborda o impacto do envelhecimento natural de telhas de fibrocimento sem amianto sobre o seu desempenho térmico e sua absortância solar. Os autores são Thamys da Conceição Costa Coelho e Carlos Eduardo Marmorato Gomes, da Universidade Estadual de Campinas, e Kelen Almeida Dornelles, da Universidade de São Paulo.

Leticia de Oliveira Neves, da Universidade Estadual de Campinas, e Fernando Marques da Silva, do Laboratório Nacional de Engenharia Civil, de Portugal, são os autores do décimo primeiro artigo, que apresenta uma investigação sobre o potencial de chaminés solares para promover a ventilação natural em edificações de baixa altura, localizadas em climas típicos do território brasileiro.

Camila Carvalho Ferreira, da Universidade Estadual de Minas Gerais, Henor Artur de Souza, da Universidade Federal de Ouro Preto, e Eleonora Sad de Assis, da Universidade Federal de Minas Gerais, são os autores do décimo segundo artigo. Esse artigo apresenta uma discussão sobre os limites das propriedades térmicas dos fechamentos opacos indicados pelas normas brasileiras de desempenho térmico de edificações.

Renata Dalbem e Eduardo Grala da Cunha, da Universidade Federal de Pelotas, Romeu Vicente e António José Figueiredo, da Universidade de Aveiro, em Portugal, e Antônio César Silveira Baptista da Silva, da Universidade Federal de Pelotas, são os autores do décimo terceiro artigo, que analisa o nível de eficiência da envoltória de uma Passive House pelo método de simulação do Regulamento Técnico da Qualidade para o Nível de Eficiência Energética de Edificações Residenciais.

O décimo quarto artigo, de autoria de Juliana Magna da Silva Costa Morais, da Universidade Federal de Campina Grande, e de Lucila Chebel Labaki, da Universidade Estadual de Campinas, analisa a ventilação natural por ação dos ventos no interior de edifícios usando o método de simulação por meio da dinâmica de fluidos computacional.

O décimo quinto artigo, de Clara Ovídio de Medeiros Rodrigues e Aldomar Pedrini, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, avalia a viabilidade de integração de simulações termoenergéticas ao processo projetual desde as primeiras fases do projeto.

O décimo sexto artigo, de Ligiana Pricila Guimarães Fonseca, Vitor Dias Lopes Nunes, Laila Oliveira Santana, Joyce Correna Carlo e Kléos Magalhães Lenz César Júnior, da Universidade Federal de Viçosa, apresenta uma otimização multiobjetivo da forma de uma residência unifamiliar baseada em simulação energética e estrutural.

Arthur Santos Silva, Laiane Susan Silva Almeida e Enedir Ghisi, da Universidade Federal de Santa Catarina, são os autores do décimo sétimo artigo. Esse artigo trata da análise de incertezas físicas em simulação computacional de edificações residenciais.

Maicon Motta Soares e Antônio César Silveira Baptista da Silva, da Universidade Federal de Pelotas, são os autores do décimo oitavo artigo, que avalia as prescrições de desempenho térmico da NBR 15575 e propõe uma metodologia de compatibilização entre os métodos simplificado e de simulação.

Lorena D’Arc Tork, Antônio Cleber Gonçalves Tibiriçá e Álvaro Messias Bigonha Tibiriçá, da Universidade Federal de Viçosa, analisam, no décimo nono artigo, o impacto das prescrições urbanísticas sob a vigência dos planos diretores urbanos de 1993 e 2008 no escoamento do vento em Belém.

O vigésimo artigo, de Flavia Cristina Osaku Minella e Eduardo Leite Krüger, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, avalia o impacto da inserção de áreas verdes na diminuição do estresse térmico do pedestre em dias com desconforto por calor.

O vigésimo primeiro artigo, de Alexandre Cypreste Amorim, do Instituto Federal do Espírito Santo, e de Joyce Correna Carlo, da Universidade Federal de Viçosa, discute as propostas de zoneamento bioclimático brasileiro mediante a aplicação delas a um estudo de caso.

O vigésimo segundo artigo, de Karin Regina de Casas Castro Marins, da Universidade de São Paulo, contém uma análise comparativa de estratégias de sustentabilidade urbana.

Agradecemos aos autores e avaliadores pelas contribuições que permitiram a realização desta edição especial da revista Ambiente Construído. Desejamos a todos uma ótima leitura.

 

 

Enedir Ghisi, Professor da UFSC

Editor convidado

 

Doris Catharine Cornelie Knatz Kowaltowski, Professora da Unicamp

Ercília Hitomi Hirota, Professora da UEL

Holmer Savastano Junior, Professor da USP

Léa Cristina Lucas de Souza, Professora da UFSCar

Editores-chefes


Texto completo:

HTML




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: