Análise da produção científica brasileira sobre a Modelagem da Informação da Construção

Fernanda Almeida Machado, Regina Coeli Ruschel, Sergio Scheer

Resumo


A difusão acadêmica da Modelagem da Informação da Construção (BIM) no Brasil configurou-se em um relevante vetor de crescimento na última década. Entretanto, embora seu acervo indique robustez, constata-se o escasso monitoramento da produção científica nacional. Devido à falta de apropriação de indicadores de desenvolvimento e aos entraves na identificação de lacunas de conhecimento dos estudos já realizados, observa-se ausência de diretrizes que condicionem novas investigações. Nesse âmbito, o presente trabalho tem como objetivo analisar a produção científica brasileira sobre BIM no país. Trata-se de uma pesquisa exploratória de caráter bibliográfico que apresenta o levantamento da produção científica brasileira em um intervalo temporal definido entre 2000 e 2015. Por meio do uso de indicadores bibliométricos e cientométricos, as contribuições geradas destacam (i) a evolução temporal da produção bibliográfica e de formação de recursos humanos; (ii) os níveis de produção bibliográfica por pesquisador e produção de formação de pesquisadores por região e instituição; (iii) as palavras-chave mais utilizadas; e (iv) os métodos científicos empregados em dissertações e teses. Analisa-se, dessa forma, o perfil evolutivo da produção científica no Brasil.


Palavras-chave


Modelagem da Informação da Construção; BIM; Bibliometria; Cientometria; Brasil

Texto completo:

HTML




Direitos autorais 2017 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: