Análise das propostas de revisão do zoneamento bioclimático brasileiro: estudo de caso de Colatina, ES

Alexandre Cypreste Amorim, Joyce Correna Carlo

Resumo


O desenvolvimento de zonas bioclimáticas permite a elaboração de estratégias direcionadas para a construção de edifícios que sejam adequados a cada zona particular. No Brasil a NBR 15220-03:2005 apresenta o zoneamento bioclimático brasileiro e as diretrizes construtivas para habitações unifamiliares de interesse social. Porém, desde sua publicação pesquisadores defendem a necessidade de uma revisão no zoneamento referindo, especialmente, a imprecisão na caracterização climática de cidades brasileiras. Por ser a única classificação climática no país, seu uso não se restringe às habitações de interesse social, sendo usada também para outras tipologias, o que reforça a necessidade de revisão. Com a contribuição destes pesquisadores, várias propostas surgiram para a revisão do atual zoneamento. O objetivo é discutir as várias propostas de zoneamento bioclimático brasileiro, tanto a da NBR 15220-3 quanto as propostas de revisão, mediante a aplicação delas à região de Colatina, ES. O método da pesquisa consistiu em aplicar dados dos arquivos climáticos de Colatina a cada uma das metodologias empregadas nas definições de zoneamento bioclimático. As análises mostraram que o método escolhido interfere diretamente na classificação climática de Colatina, fazendo com que a região estudada seja classificada na mesma zona climática, ou em zonas diferentes, das cidades próximas.


Palavras-chave


Zoneamento bioclimático; Arquivos climáticos; NBR 15220.

Texto completo:

HTML




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: