Editorial

Doris Catharine Cornelie Knatz Kowaltowski, Ercília Hitomi Hirota, Holmer Savastano Junior, Roberto Lamberts, Léa Cristina Lucas de Souza

Resumo


Esta edição da revista Ambiente Construído marca a despedida de Roberto Lamberts como editor-chefe e a constituição formal do Conselho Consultivo, composto por Vahan Agopyan (Universidade de São Paulo), Carlos Torres Formoso (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e Roberto Lamberts (Universidade Federal de Santa Catarina), cujo objetivo é apoiar a equipe de editores-chefes e o Conselho Editorial nas questões estratégicas para que a Revista conquiste patamares cada vez mais altos de qualidade e reconhecimento.

Nesta edição apresenta-se dois blocos de artigos com enfoques diferenciados. O primeiro bloco é dedicado exclusivamente à Edição Especial sobre Conforto e Eficiência Energética no Ambiente Construído, enquanto o segundo bloco abrange diversos artigos de temas distintos, que fazem parte do fluxo contínuo da Revista.

O primeiro bloco, composto por 10 artigos que abordam diferentes aspectos de conforto ambiental, abrange questões desde a escala urbana à escala do edifício e seus elementos. Em conjunto, esses artigos, nacionais e internacionais, conferem uma contextualização diversificada sobre o conforto térmico, lumínico e acústico do ambiente construído.

Os oito artigos iniciais focam o ambiente térmico, ora analisando diretamente aspectos relacionados ao usuário, ora analisando o desempenho do edifício ou o comportamento da cidade. Esse bloco inicia-se pelo artigo de De Vecchi (Universidade Federal de Santa Catarina), Cândido (The University of Sydney) e Lamberts (Universidade Federal de Santa Catarina). Nele é destacada a importância da memória térmica para a aceitabilidade e preferência térmica do ocupante sob situação de condicionamento artificial. Em seguida, o artigo de Souza, Silva e Silva (Universidade Federal da Paraíba) analisa a influência do uso e ocupação do solo na temperatura da superfície urbana, com base em um estudo de caso para a cidade de João Pessoa – PB.

Os dois artigos seguintes tratam da eficiência energética em estudos de casos na Argentina. Balter, Ganem e Discoli (Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas) avaliam a eficiência energética e as condições de habitabilidade em edificios altos, na Cidade-Oasis de Mendoza. Em seguida, Diulio, Reus Netto, Berardi e Czajkowski (Universidad Nacional de La Plata) propõem uma metodologia para verificação do impacto regional de um programa de eficiência energética em edifícios residenciais em La Plata, a partir da construção de indicadores básicos.

Estratégias de condicionamento passivo são também investigadas em dois artigos. Matheus, Caetano, Morelli e Labaki (Universidade Estadual de Campinas) estudam três tipos de envoltória vegetada em edificações do sudeste brasileiro, verificando o papel da vegetação como ferramenta de controle térmico. No artigo de Lukiantchuki (Universidade de São Paulo), Shimomura (Universidade de São Paulo), Silva (Laboratório Nacional de Engenharia Civil – Portugal) e Caram (Universidade de São Paulo) enfatiza-se a ventilação natural, investigando o desempenho de sheds extratores e captadores de ar.

Na sequência, dois artigos tratam de instrumentos que respaldam a avaliação do desempenho térmico do edifício. O artigo de Netto e Czajkowski (Universidad Nacional de La Plata) estabelece uma comparação entre as normas de desempenho térmico brasileira e argentina, propondo recomendações para melhoria do desempenho térmico no setor residencial. Grigoletti, Flores e Santos (Universidade Federal de Santa Maria) apresentam a aplicação de um método para tratamento de dados climáticos para o caso de Santa Maria, RS, ampliando a base de dados daquela cidade e demonstrando a importância da disponibilização desses dados para o desempenho térmico e eficiência energética do projeto de edificações.

Ao fim desse bloco, são apresentados, um artigo sobre iluminação natural e outro sobre controle de ruídos. O artigo de Vásquez, Pereira, Moraes (Universidade Federal de Santa Catarina) e Pires (Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões) propõe um procedimento alternativo para avaliar o ofuscamento, reforçando a relevância da condição temporal nessa avaliação. No artigo de Araújo (Universidade Federal da Fronteira Sul), Paul e Vergara (Universidade Federal de Santa Catarina), com base em medições dos níveis de pressão sonora alcançados a partir da geração sonora por fontes de ruído de impacto, são analisadas diferentes soluções de pisos flutuantes destinados ao isolamento de ruído de baixa frequência.

O segundo bloco de artigos desta edição comporta temas relacionados a ciência dos materiais, tecnologia da construção e gerenciamento. Soares, Carneiro, Calmon, Castro (Universidade Federal do Espírito Santo), são os autores do primeiro desses artigos, em que identificam um significativo crescimento da produção científica brasileira sobre tecnologias de construção e edificações, com base em uma análise bibliométrica desenvolvida a partir da base de dados Web os Science. O artigo seguinte trata da avaliação ambiental do ciclo de vida de telhas de fibrocimento, fabricadas com fibras de amianto ou com fibras de polipropileno, de autoria de Marques, Gomes e Kern (Universidade do Vale do Rio dos Sinos). A partir de análise de cenários, os autores concluíram que o uso de amianto é mais desfavorável que o uso de polipropileno sob o foco ambiental.

Os três artigos seguintes abordam aspectos estruturais. Ferro (Universidade Federal de Sergipe), Simplício (Universidade Federal de Campina Grande), Assis (Universidade Federal de Alagoas) e Carvalho (Universidade Federal de Sergipe) analisam a interação solo-estrutura no caso de estrutura metálica apoiada em sapata, utilizando modelagem numérica com base no Método dos Elementos Finitos. O artigo seguinte, de autoria de Molina (Universidade Estadual Paulsita), Calil Neto e Christoforo (Universidade Federak de São Carlos), apresenta um estudo sobre resistência a tração em madeira laminada colada para fins estruturais. Os autores analisaram a combinação espécie-adesivo em corpos de prova de madeira de maçaranduba (Manilkara huberi) e adesivo mono-componente do tipo poliuretano Purbond HB 712, confeccionados com e sem emendas dentadas finger joint. Outro trabalho focado na análise estrutural de elementos de madeira tem autoria de Cunha (Ayres de Lima Alves Ltda.) e Gesualdo (Universidade Federal de Uberlândia). Neste artigo, os autores avaliaram a eficiência do sistema viga vagão, com relação a uma viga simples, por meio de experimentos e de dois métodos de cálculo distintos.

Os três últimos artigos desta edição se referem à área de gestão e economia da construção. O primeiro desses, de autoria de Pérez, Costa e Gonçalves (Universidade Federal da Bahia), apresenta uma proposta de classificação das principais causas e consequências para a caracterização de perdas por transporte nos fluxos físicos de processos construtivos. Olivieri, Granja e Picchi (Universidade Estadual de Campinas), são os autores do artigo seguinte, que apresenta uma proposta de modelo para planejamento da produção, integrando ao CPM (Critical Path Method) elementos dos sistemas LBMS (Location-Based Management System) e LPS (Last Planner System). E, por fim, o artigo de autoria de Navarro e Alencar (Universidade de São Paulo), mostra uma metodologia de análise de fatores externos e internos que as empresas de real estate residencial podem considerar na tomada de decisões em nível estratégico para a definição de seu âmbito de atuação geográfico.


Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: