Caracterização da vazão e freqüência de uso de aparelhos sanitários

Douglas Barreto, Oranda Medeiros

Resumo


O presente artigo apresenta os resultados da determinação da vazão típica e a freqüência de uso dos aparelhos sanitários a partir de dados coletados numa pesquisa realizada para a obtenção do perfil de consumo de água em residências localizadas na zona oeste da cidade de São Paulo. Foram monitorados durante sete dias consecutivos os aparelhos sanitários de sete residências. A partir dos dados coletados e por meio de planilhas eletrônicas, foram elaborados histogramas de vazão e de freqüência de uso dos aparelhos sanitários. Os resultados permitiram identificar a vazão e a freqüência médias dos aparelhos sanitários: o chuveiro apresentou vazão média de 0,0683 L/s e freqüência diária de 6 usos; a torneira de cozinha, 0,0200 L/s e 80 usos; a torneira de lavatório, 0,0233 L/s e 25 usos; a bacia com caixa acoplada, 0,0633 L/s e 8 usos; a máquina de lavar roupa, 0,0200 L/s e 10 usos; o tanquinho, 0,0550 L/s e 7 usos; a máquina de lavar roupa associada com o tanque, 0,0617 L/s e 12 usos; e o tanque, 0,0383 L/s e 10 usos.


Palavras-chave


consumo de água; vazão de aparelhos sanitários; freqüência de uso

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: