Avaliação de processos de misturas de concretos com agregados graúdos reciclados

Luciana de Nazaré Pinheiro Cordeiro, Angela Borges Masuero, Denise Carpena Coitinho Dal Molin, Paulo Sérgio Lima Souza, Isaura de Nazaré Lobato Paes

Resumo


A reutilização dos resíduos de construção civil vem sendo uma estratégia do setor para alcançar a sustentabilidade, mesmo sendo aplicada em um pequeno volume de obras. A variabilidade do resíduo de concreto é uma condição inerente do produto, que precisa ser levada em consideração, e o controle do processo produtivo de concretos produzidos com resíduos de concreto pode ser uma maneira de majorar a qualidade do compósito final. Nesse sentido, este artigo tem por objetivo avaliar a eficiência do processo de mistura e do tipo de misturador ante a fragilidade do desempenho de concretos com agregados graúdos reciclados de concreto e verificar a influência na resistência à compressão. Como objetivo específico tem-se o efeito do misturador no desempenho do concreto. O agregado graúdo reciclado de concreto foi usado em substituição total ao agregado graúdo natural. E os resultados mostraram que não há diferença significativa entre os concretos produzidos a partir de diferentes ordens de misturas; ambas promoveram resultados satisfatórios de resistência à compressão na idade de 28 dias. Porém, as misturas realizadas em misturador de eixo vertical se mostraram mais eficientes que as misturas produzidas em betoneiras de eixo inclinado, uma vez que os concretos produzidos pelas primeiras se mostram com menor coeficiente de variação. Acredita-se que as características do equipamento contribuíram para uma melhor homogeneidade, levando à menor variabilidade nos resultados do concreto.


Palavras-chave


agregados graúdos reciclados; concreto; misturador

Texto completo:

HTML




Direitos autorais 2017 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: