Avaliação da reologia, da RAA e das propriedades de argamassas no estado fresco utilizando cinza de eucalipto como substituição parcial ao cimento Portland

Autores

  • Debhora Flávia Soto França Universidade Federal da Bahia
  • Rafaela Oliveira Rey Universidade Federal da Bahia
  • Luciano Renato Conceição Ferreira Universidade Federal da Bahia
  • Daniel Veras Ribeiro Universidade Federal da Bahia

Palavras-chave:

cinza de eucalipto, argamassa, reologia, RAA, propriedades

Resumo

De acordo com o Balanço Energético Nacional (ano-base 2013), o consumo nacional de lenha foi de 79,29 milhões de toneladas. Estima-se uma geração de cinza na ordem de 3% durante esse processo, o que ocasiona problemas de armazenamento e de descarte. Sendo assim, a potencial transformação desses resíduos em matéria-prima para elementos construtivos apresenta-se como uma oportunidade para a preservação do meio ambiente e para a redução do custo de materiais da construção civil. O presente trabalho objetiva, portanto, avaliar a viabilidade desse reaproveitamento por meio da análise das propriedades das argamassas no estado fresco, incluindo a reologia, além da reatividade potencial (RAA), utilizando cinza proveniente da queima de cavacos de eucalipto com teores de 10%, 20% e 30% de substituição, em massa, ao cimento Portland. Através dos ensaios realizados verificou-se que a utilização da cinza de eucalipto como substituição parcial ao cimento não altera significativamente as propriedades de argamassas no estado fresco e não apresenta reatividade significativa, apresentando-se como uma alternativa de uso tecnicamente viável.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-05-25

Edição

Seção

Artigos