Avaliação de pisos táteis como elemento de wayfinding em escola de ensino especial para crianças com deficiência visual

Tania Pietzschke Abate, Doris Catharine Cornelie Knatz Kowaltowski

Resumo


Este artigo busca analisar a orientação espacial dos alunos com deficiência visual em escola de educação especial localizada na cidade de São Paulo antes e após a implantação de sinalização tátil no piso, importante elemento do sistema chamado wayfinding. Na primeira etapa da pesquisa (período entre outubro e dezembro de 2012), foram realizadas observações com os alunos (pré-escola e ensino fundamental) com deficiência visual (cegueira e baixa visão) para avaliação da orientação durante a circulação no edifício escolar. Após a reforma do piso existente em 2014, as autoras implantaram a sinalização tátil no piso (ABNT, 2004) na área de circulação e iniciaram a segunda etapa da pesquisa (período entre agosto e setembro de 2014), com novas observações. Foram consideradas as premissas adotadas para a definição da unidade estudo de caso e os critérios de escolha do instrumento de coleta de dados. Constatou-se que a implantação da sinalização tátil no piso nas áreas de circulação de alunos com deficiência visual requer familiarização com o uso, iniciada por meio de treinamento de orientação e mobilidade (O&M); disponibilização e aprendizado de uso concomitante do mapa tátil; adoção da bengala de rastreamento; escalonamento dos horários de intervalo das diferentes classes; definição de mãos de direção; segurança no trajeto e monitoramento.


Palavras-chave


Arquitetura escolar; Wayfinding; Acessibilidade; Sinalização tátil

Texto completo:

HTML




Direitos autorais 2017 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: