Aplicação de um índice do ambiente construído para avaliação da mobilidade sustentável

Elisabeth Poubel Grieco, Licínio da Silva Portugal, Rosane Martins Alves

Resumo


Diferentes pesquisas têm investigado as dimensões que compõem o ambiente construído de uma dada área da cidade e confirmam a sua forte influência nos padrões de viagens. Neste artigo pretende-se aplicar o índice proposto por Grieco, Portugal e Alves (2015), baseado no ambiente construído, para se avaliar o potencial de três bairros na cidade de Niterói, RJ (Icaraí, Santa Rosa e Região Oceânica) para estimular viagens sustentáveis. Nessa aplicação os indicadores propostos para as cinco dimensões que compõem o índice (densidade, desenho urbano, diversidade, distância do sistema de transportes e destinos acessíveis), estabelecidos a partir de revisão bibliográfica, foram levantados e calculados em cada bairro. Os resultados revelam que as expectativas relacionadas às características do ambiente urbano nas áreas analisadas correspondem ao potencial em estimular as viagens sustentáveis. O índice proposto mostrou-se exequível e aparentemente aderente às especificidades locais, podendo contribuir como ferramenta no processo de planejamento das cidades e para a adoção de políticas que fomentem um cenário urbano mais acessível e adequado ao estímulo das viagens sustentáveis.


Palavras-chave


índice, ambiente construído, mobilidade sustentável

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: