Influência do uso e ocupação do solo na temperatura da superfície: o estudo de caso de João Pessoa – PB

Jussara Freire de Souza, Richarde Marques Silva, Alexandro Medeiros Silva

Resumo


Este artigo investiga as mudanças no uso do solo e analisa seus impactos na temperatura da superfície em João Pessoa-PB entre os anos de 1991 e 2010. Neste estudo foram utilizadas imagens do TM/Landsat 5 para quantificar as mudanças no uso do solo e a variabilidade da temperatura da superfície em 1991, 2006 e 2010. As imagens foram pré-processadas usando técnicas de calibração e correções geométricas e atmosféricas. Para a classificação do uso do solo foi utilizado o método de classificação supervisionada, pela Máxima Verossimilhança. Cinco usos e ocupação do solo foram identificados (vegetação herbácea, urbano, vegetação arbórea/arbustiva, solo exposto e água). A integração de técnicas de Sensoriamento Remoto e Sistemas de Informações Geográficas foram ainda aplicados para examinar os impactos das mudanças do uso do solo nas temperaturas de superfície. Os resultados revelam uma mudança no uso do solo na área de estudo. As principais mudanças no uso do solo ocorreram nas classes área urbana e vegetação herbácea. Os maiores valores de temperatura da superfície foram estimados sobre as classes área urbana e solo exposto. Os resultados mostraram também uma maior variação da temperatura no período entre 2006-2010, devido ao fato do aumento da classe área urbana em praticamente todas as porções de João Pessoa.


Palavras-chave


Clima Urbano; Planejamento Urbano; Geotecnologias

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: