Análise dos elementos estratégicos em processos de internacionalização: empresas brasileiras de real estate visando ao mercado residencial da Costa Rica

Fabricio Alonso Richmond Navarro, Cláudio Alencar

Resumo


O presente artigo mostra uma metodologia de análise de fatores externos e internos que as empresas de real estate residencial podem considerar na tomada de decisões em nível estratégico para a definição de seu âmbito de atuação geográfico. No trabalho são estruturados os elementos que devem ser avaliados num processo de internacionalização, a partir de uma análise de abordagem SWOT, utilizando um caso específico, como o de empresas brasileiras de real estate, visando ao mercado residencial da Costa Rica. Dessa análise foram obtidas 12 forças e 10 fraquezas do ambiente interno das empresas de real estate residencial, e 24 oportunidades e 20 ameaças do mercado costarriquenho. O estudo foi complementado com a valoração desses elementos por parte de 11 empresas do setor residencial brasileiro. Da pesquisa concluiu-se que um mapeamento das generalidades e particularidades de um possível mercado a ser explorado e dos elementos econômicos, político-sociais e culturais do país desse mercado pode orientar as empresas de real estate residencial na tomada de decisões, avaliando tais condições segundo suas forças (competências e habilidades) e fraquezas. Neste estudo, as empresas brasileiras entrevistadas mostraram uma resposta negativa a um possível deslocamento para o mercado-alvo, por elementos como o tamanho dele, entraves no sistema financeiro, carência de algum conhecimento sobre esse mercado e destrezas internas para ampliar o foco habitual de atuação.


Palavras-chave


estratégia; internacionalização; SWOT; residencial; real estate

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: