Um estudo sobre as causas de atrasos de obras de empreendimentos imobiliários na região Metropolitana de São Paulo

Giancarlo Azevedo De Filippi, Sílvio Burrattino Melhado

Resumo


O artigo tem como objetivo elencar as principais causas de atrasos de obra que se verificam atualmente em empreendimentos imobiliários no Brasil. Buscou-se primeiramente uma identificação teórica, através de revisão bibliográfica, das principais causas que afetam as obras fora do país, com ênfase em países em desenvolvimento, e que possivelmente apresentam condições e dificuldades similares às encontradas pelos empreendedores e construtores brasileiros. Com base nesta relação de motivadores de atrasos, estabeleceu-se uma classificação e correlação, identificando-se as possíveis causas. Este referencial foi utilizado para a uma pesquisa analítica em 32 obras imobiliárias executadas na região metropolitana de São Paulo nos últimos 7 anos. Os resultados mostram que, apesar de interferências de empreendedores afetarem significativamente os projetos, ao menos nestes empreendimentos, os principais problemas parecem estar relacionados muito mais às questões internas e de organização dentro do canteiro de obras pelos gestores das construtoras, do que a questões externas ao ambiente de execução (chuvas, solo, variações de mercado, fornecedores, envolvimento dos clientes, etc.), o que reforça cada vez mais a importância do investimento em qualificação de pessoas, sistemas e metodologias, mesmo que simplificados, de planejamento e controle de obras.


Palavras-chave


Ambiente Construído; Construção Civil; Atrasos de Obras

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: