Comportamento de concreto armado com adição de resíduos de tijolo cerâmico moído frente à corrosão por cloretos

Gibson Rocha Meira, Pablo Ramon Rodrigues Ferreira, Valdith Lopes Jerônimo, Arnaldo Manoel Pereira Carneiro

Resumo


Com o intuito de analisar o comportamento de concretos com substituição de cimento por resíduo de tijolo cerâmico moído (RTM) frente à corrosão por cloretos, foram moldados corpos de prova (CP) de concreto armado de 80 x 80 x 80 mm, com faixas de substituição do RTM de 0%, 10% e 30% e fator água/aglomerante de 0,55. Após uma cura úmida de 7 dias e em ambiente de laboratório até 180 dias, os CP foram submetidos a ciclos de imersão e secagem em solução de NaCl 1M. Uma vez identificada a despassivação das armaduras, perfis de cloretos livres e totais foram obtidos. Os resultados mostram que, embora haja uma pequena diminuição da resistência mecânica e do teor crítico de cloretos com a incorporação de RTM ao concreto, os concretos com RTM tendem a apresentar uma redução da sua capacidade de transporte de massa, que pode se sobrepor ao aspecto anterior e alongar o período de iniciação da corrosão.


Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: