Contribuição à avaliação ambiental de materiais e componentes construtivos: proposta de método para obtenção de extrato lixiviado

Marlova Piva Kulakowski, Feliciane Andrade Brehm, Claudio de Souza Kazmierczak, Mariele Lunkes

Resumo


Os materiais de construção civil estão sujeitos à lixiviação de seus constituintes, que podem levar à contaminação do ambiente. No Brasil, a avaliação ambiental de materiais e componentes com resíduos é realizada por lixiviação, empregando-se os mesmos métodos e parâmetros destinados a resíduos, em pequenas amostras sólidas, que não reproduzem a forma de exposição a que o componente é submetido. O presente trabalho propõe e discute a viabilidade de utilização de dois métodos de ensaio para a obtenção do extrato lixiviado para avaliação ambiental de materiais e componentes construtivos: um por imersão, que simula um cenário de exposição de intenso e prolongado contato com o lixiviante, como um alagamento; e outro por irrigação, que busca simular uma exposição à chuva ácida. Como corpo de prova do material a ser testado, é proposto o emprego de placas com dimensões de 25x200x400 mm, e, como meio lixiviante, uma solução de ácido nítrico ajustada para pH 3,0 ± 0,05. Foram produzidos corpos de prova de cerâmica vermelha, com e sem a incorporação de óxido de cromo. Os testes foram conduzidos em quatro ciclos de 7 dias; ao final de cada ciclo foram coletas amostras do extrato lixiviado, renovando-se a solução ao iniciar-se o ciclo seguinte. O extrato lixiviado apresentou comportamento coerente e compatível com os resultados obtidos pelo método proposto na NBR 10005 (ABNT, 2005a). Após quatro ciclos de 7 dias de exposição, foi possível observar tendência à estabilização na concentração de Cr no extrato lixiviado, o que corrobora a viabilidade do experimento em 4 semanas.


Palavras-chave


avaliação ambiental; lixiviação; SINAT; resíduos

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: