Simulação da movimentação de pessoas em situações de emergência: aspectos ergonômicos e computacionais com autômatos Fuzzy e sua aplicação ao projeto arquitetônico

Henrique Costa Braga, Gray Farias Moita, Fausto Camargo, Paulo Eduardo Maciel de Almeida

Resumo


Este artigo apresenta o programa computacional Fuga, desenvolvido para simular a movimentação de pessoas em ambientes construídos durante uma situação de abandono. Esse programa se baseia na modelagem celular e possui como principais paradigmas a utilização de aspectos ergonômicos associados à movimentação humana e a utilização da Lógica Fuzzy como ferramenta de inteligência computacional para emulação do processo de tomada de decisão humana. Os aspectos ergonômicos e o processo de tomada de decisões são apresentados. É realizada uma validação do modelo, assim como várias simulações, ilustrando como pode ser utilizado na concepção de ambientes mais seguros, de uma forma que dificilmente seria obtida pela simples aplicação das legislações vigentes.


Palavras-chave


simulação; ergonomia; Lógica Fuzzy; movimentação de pessoas

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: