O impacto do Programa Minha Casa, Minha Vida na economia brasileira: uma análise de insumo-produto

Carlos Alberto Gonçalves Junior, Ricardo de Lemos Dutra, Ricardo Luis Lopes, Rossana Lott Rodrigues

Resumo


O objetivo do presente artigo foi analisar o impacto do Programa Habitacional Minha Casa, Minha Vida na economia brasileira mediante a dinamização do setor da construção civil, utilizando a matriz de insumo-produto de 2008 para estimação dos geradores e multiplicadores de produção, renda, emprego e impostos. Os resultados mostraram que o setor da construção civil apresentou ligações para trás e para frente abaixo da média dos setores da economia. No entanto, considerando o valor de R$ 125,7 bilhões previstos para investimento no período em análise, constatou-se que haverá crescimento significativo na renda paga aos trabalhadores, serão criados cerca de 7 milhões de empregos diretos e indiretos, haverá aumento na produção de cerca de 6% do PIB em valores de 2010, e pelo menos 16% do valor dos subsídios dados nos contratos de financiamento do PMCMV voltarão aos cofres públicos.

Palavras-chave


insumo-produto; construção civil; programa minha casa minha vida.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: