Disposição dos equipamentos para medição da temperatura do ar em edificações

Miriam Jerônimo Barbosa, Giovana Cristina Buso Weiller, Roberto Lamberts

Resumo


Este artigo avalia a influência da posição dos equipamentos de medição de temperatura do ar no ambiente interno. A preocupação com a disposição dos equipamentos tem sido apontada por estudos de avaliação pós-ocupação, segundo os quais os usuários devem conviver com os equipamentos sem influenciar nos resultados. Foram realizadas medições da temperatura do ar em uma edificação em madeira e outra de alvenaria, dispondo-se os equipamentos de medição no centro do recinto e próximo às fachadas com insolação. Para cada disposição em planta, colocaram-se equipamentos de medição em três alturas; e, para cada uma das alturas, colocaram-se equipamentos protegidos e não protegidos da radiação, o que resultou em 18 pontos de medição por edificação. Analisaram-se os resultados visando a verificar a conformidade deles com as especificações de normas técnicas, que recomendam disposições e alturas: PNBR 02:136.01-001, ASHRAE 55 e ISO 7726. As análises apontaram concordância com as normas que indicam localização central e altura de 1,10 m do piso como sendo representativa de todo o ambiente. Os resultados também mostraram maior influência da disposição dos equipamentos na edificação em alvenaria.

Palavras-chave


Desempenho térmico; Medição da temperatura do ar; Radiação; Inércia térmica

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: