Influência da pré-saturação do agregado miúdo reciclado na viscosidade e resistência à compressão de argamassas

Juliana Oliveira Malta, Vanessa Silva Silveira, Jardel Pereira Gonçalves, Romildo Dias Toledo Filho

Resumo


Os diferentes tratamentos dados aos agregados reciclados influenciam nas propriedades das argamassas nos estados fresco e endurecido. Como esses agregados possuem características diferentes das dos agregados naturais, tais como elevada absorção, forma lamelar, textura áspera e menor massa específica, há necessidade de estudar os diferentes procedimentos empregados na dosagem de misturas contendo esses resíduos e a influência deles no comportamento físico e mecânico das argamassas. Dois procedimentos foram utilizados no presente estudo: compensação de parte da água absorvida pelos agregados miúdos reciclados (AMR), fazendo-se sua pré-saturação, e uso dos agregados secos em estufa. Este trabalho tem como objetivo principal avaliar a influência desses procedimentos de dosagem nas propriedades reológicas, teor de água quimicamente combinada e resistência à compressão de argamassas contendo 25% e 50% de agregados reciclados em substituição (em massa) aos agregados naturais. Os resultados mostram que a pré-saturação influencia as propriedades das argamassas no estado fresco e endurecido. A presença do AMR promove misturas com maior viscosidade, maior teor de água livre e menor resistência à compressão.


Palavras-chave


Argamassa; Dosagem; Agregado miúdo reciclado

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: