Análise quantitativa na área de estudos ambiente-comportamento

Maria Cristina Dias Lay, Antônio Tarcísio da Luz Reis

Resumo


Este artigo introduz procedimentos de pesquisa geralmente aplicados na área de estudos Ambiente-Comportamento, disponíveis e aplicáveis aos diversos tópicos que abordam aspectos do ambiente construído - desde estudos da edificação a estudos urbanos. Para tal, a área de estudos Ambiente-Comportamento é conceituada e situada dentro dos estudos arquitetônicos e urbanos, sendo apresentadas as suas principais características e implicações metodológicas para a pesquisa. Apesar da ênfase na utilização complementar de múltiplos métodos qualitativos e quantitativos, este artigo concentra-se na apresentação de métodos utilizados para descrever e analisar quantitativamente os dados coletados em pesquisas na área de ambiente e comportamento. Além dos testes estatísticos não-paramétricos, utilizados para analisar dados coletados através de questionários, são apresentadas análises quantitativas alternativas e complementares, as quais estão baseadas na informação numérica contida em representações espaciais gráficas, tais como linhas, pontos e polígonos, como os procedimentos de análise envolvendo Sistemas de Informação Geográfica (SIG). É, também, apresentado o procedimento de análise sintática, aplicado em estudos urbanos ou de uma edificação, o qual possibilita, por exemplo, a identificação dos diferentes níveis de acessibilidade e potencial de movimento das vias constituintes, de acordo com a configuração espacial existente.

Palavras-chave


Análise quantitativa; Estudos ambiente-comportamento; Análise estatística não-paramétrica; Sistema de informação geográfica; Análise sintática

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: