Dimensionamento de redes prediais de água sob vazões reais

Aron Lopes Petrucci, Orestes Marraccini Gonçalves

Resumo


A maior parte dos métodos de cálculo utilizados para dimensionamento de redes prediais de distribuição de água não permite avaliar as vazões e pressões reais presentes em cada seção da tubulação. Pelo uso dessas técnicas podemos verificar somente se, para uma dada vazão, tomada como “máxima”, a pressão dinâmica avaliada em determinado ponto satisfaz determinada referência. Assim, não é possível estabelecer com boa precisão como a operação de determinado aparelho influencia outro. Este artigo apresenta um modelo de cálculo para redes ramificadas de distribuição de água em edifícios, sob regime permanente de escoamento, que permite determinar pressões e vazões reais presentes em cada ponto, para uma dada configuração de utilização. Para tal, inicialmente determina-se cada lei hidráulica, de cada componente e aparelho, seguindo-se a determinação das relações mútuas entre tais componentes. Utilizando-se um algoritmo numérico apropriado, determina-se o conjunto de vazões e pressões que satisfaçam simultaneamente tais leis e relações. São também apresentadas considerações sobre uma mudança do modelo de cálculo utilizado em sistemas prediais de distribuição de água, do enfoque tradicional (que determina a maior vazão provável) para um novo enfoque, onde deve-se determinar a probabilidade de ocorrência de determinada configuração de acionamento.

Palavras-chave


Sistemas prediais; Vazões reais; Redes de distribuição; Redes de água

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: