Caracterização microestrutural de pastas de cimento aditivadas com polímeros HEC e EVA

Denise Antunes da Silva, Humberto Ramos Roman

Resumo


Os polímeros HEC e EVA são empregados pela indústria nacional na produção de argamassas colantes destinadas ao assentamento de revestimentos cerâmicos. Apesar da larga utilização dessas argamassas nos canteiros de obras, as formas de interação dos polímeros com cimento e agregados são pouco conhecidas. Buscando ampliar as bases do conhecimento, desenvolveu-se uma pesquisa para caracterização de pastas de cimento Portland aditivadas com os polímeros HEC e EVA. O objetivo do presente trabalho é apresentar e discutir parte dos resultados obtidos. Técnicas usuais de caracterização de materiais, como análise térmica diferencial e termogravimétrica, difratometria de raios-X, espectroscopia de infravermelho e microscopia eletrônica de varredura foram empregadas. Os efeitos do tipo e teor de cada polímero, idade de hidratação do cimento e tipo de cura foram avaliados. Os resultados indicaram que, independentemente da idade e do tipo de cura, o EVA modifica substancialmente a microestrutura das pastas, pois interage química e fisicamente com o cimento. O HEC minimiza os efeitos do EVA, sugerindo que os polímeros interagem na fase aquosa das pastas.

Palavras-chave


Argamassa colante; olímero; HEC; EVA; Microestrutura de pasta de cimento

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: