Metodologia de seleção tecnológica na produção de edificações com o emprego do conceito de custos ao longo da vida útil

Maria Angélica Covelo Silva, Alex Kenya Abiko

Resumo


A seleção de alternativas tecnológicas para a concepção e desenvolvimento de empreendimentos de edificações tem se colocado como um processo decisório de complexidade crescente para agentes promotores, projetistas e contratantes de obras. Inserindo a tecnologia numa lógica de competição e caracterizando o processo de seleção tecnológico como um elemento do sistema de gestão da qualidade na etapa de desenvolvimento do produto-edifício, foram identificadas neste trabalho as variáveis envolvidas no processo decisório. O objetivo central foi de desenvolver um modelo de apoio à decisão com abordagens até então não incorporadas à produção de edificações, porém desejáveis face às necessidades de todos os agentes intervenientes. Foram identificadas as necessidades dos usuários e dos agentes de produção por meio de métodos de caracterização das estratégias competitivas, dos segmentos de mercado e das necessidades de comportamento dos produtos ao longo da vida útil, com foco na construção habitacional. Com a modelagem de um sistema de informações compartilhado entre os agentes envolvidos, desenvolveu-se instrumentos para o estabelecimento e critérios de desempenho ao longo da vida útil, incluindo o desempenho econômico, ou seja, o comportamento quanto aos custos de operação e manutenção das edificações.

Palavras-chave


Vida útil; Edificações; Seleção tecnológica

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: