Avaliação do módulo de elasticidade de peças de madeira laminada colada (MLC) obtido por meio do ensaio de vibração transversal

Autores

  • Pedro Gutemberg de Alcântara Segundinho Departamento de Ciências Florestais e da Madeira, Universidade Federal do Espírito Santo
  • Marcelo Rodrigo Carreira Coordenaçãode Engenharia Civil, Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Carlito Calil Neto Departamento de Engenharia de Estruturas, Escola de Engenharia de São Carlos
  • Adair José Regazzi Departamento de Ciências Florestais e da Madeira, Universidade Federal do Espírito Santo
  • Antonio Alves Dias Departamento de Engenharia de Estruturas, Escola de Engenharia de São Carlos
  • Carlito Calil Junior Departamento de Engenharia de Estruturas, Escola de Engenharia de São Carlos

Palavras-chave:

Madeira laminada colada. Avaliação Não Destrutiva. Vibração transversal.

Resumo

O controle da qualidade é fundamental no processo de fabricação de peças de madeira laminada colada (MLC), e uma das formas desse controle pode ser por meio da avaliação não destrutiva do módulo de elasticidade. O objetivo deste trabalho foi comparar os valores de módulo de elasticidade das peças de MLC obtidos por meio do ensaio de vibração transversal livre e do ensaio de flexão estática, ambos feitos antes e após tratamento preservativo (contra a ação de agentes biológicos), realizado pelo processo de Célula Cheia. No total, foram produzidas 54 peças de MLC de dimensões nominais de 9 cm x 9 cm x 200 cm, com três espécies de madeira de reflorestamento coladas com dois adesivos de aplicação estrutural e tratadas com três preservantes. Foi obtida uma correlação significativa entre os valores do módulo de elasticidade obtidos pelos dois métodos (r variou entre 0,85 e 0,99). Concluiu-se que o ensaio de vibração transversal livre pode ser utilizado para avaliação do módulo de elasticidade de peças de MLC, sendo uma alternativa ao ensaio de flexão estática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Gutemberg de Alcântara Segundinho, Departamento de Ciências Florestais e da Madeira, Universidade Federal do Espírito Santo

Possui Graduação em Engenharia Civil pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2002) - FEIS, Mestrado em Engenharia Civil pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005) - FEIS e Doutorado em Ciências (Área: Estruturas) pela Universidade de São Paulo (2010) - EESC. Atualmente é Professor Adjunto 1 junto ao Departamento de Ciências Florestais e da Madeira do CCA-UFES. Atua na área de Engenharia Civil, com ênfase em Estruturas, principalmente nos seguintes temas: estruturas mistas de madeira e concreto, estruturas de madeira, dinâmica das estruturas, propriedades físicas da madeira, classificação visual, classificação mecânica de elementos estruturais de madeira, madeira laminada colada (MLC) e ensaios não destrutivos.

Marcelo Rodrigo Carreira, Coordenaçãode Engenharia Civil, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Graduado em Engenharia civil pela Universidade Estadual de Londrina (1999) com mestrado (2003) e doutorado (2012) em Engenharia de Estruturas pela Universidade de São Paulo é professor efetivo da Universidade Tecnológica Federal do Paraná desde 2004. Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Estruturas, atuando principalmente nas seguintes áreas: dinâmica das estruturas, avaliação não-destrutiva, estruturas de madeira, propriedades físicas e mecânicas da madeira, classificação visual e mecânica de elementos estruturais de madeira.

Carlito Calil Neto, Departamento de Engenharia de Estruturas, Escola de Engenharia de São Carlos

Graduação em Engenharia Industrial Madeireira pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2008). Realizou estagio na TECA em Madison- Wisconsin - USA em controle de qualidade de madeiras durante o periodo de agosto a novembro de 2008. Possui mestrado em Ciencia e Engenharia dos Materiais pela Universidade de Sao Paulo, no estudo de madeira laminada colada analisando a combinação madeira-adesivo-tratamento preservativo para em emprego em cruzetas de madeira junto a ANNEL, projeto de pesquisa e desenvolvimento. Atualmente esta matriculado no programa de doutorado em Interunidades em Ciencia e Engenharia dos Materiais. O assunto de sua pesquisa é o estudo de Madeira para emprego estrutural: ligação com parafusos auto-atarraxantes sem pré-furação.

Adair José Regazzi, Departamento de Ciências Florestais e da Madeira, Universidade Federal do Espírito Santo

Possui Graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (1975), Mestrado em Fitotecnia - Área de Genética e Melhoramento Vegetal pela Universidade Federal de Viçosa (1978) e Doutorado em Agronomia - Estatística e Experimentação Agronômica pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz / USP (1984). Aposentou-se em 06-10-2010 como Professor Titular do Departamento de Estatística da Universidade Federal de Viçosa, UFV-MG. Em 11-07-2011 foi contratado como Professor Visitante do Departamento de Engenharia Florestal da Universidade Federal do Espírito Santo - UFES/ES. Tem experiência na área de Estatística Aplicada, com ênfase em Agronomia, atuando no Ensino, na Pesquisa e na Extensão, principalmente nos seguintes temas: Análise Multivariada, Modelos Lineares, Modelos de Regressão Linear e Não-Linear, Estatística Aplicada à Indústria de Celulose e Papel, Planejamento de Experimentos, Delineamentos Experimentais, Componentes de Variância e Estatística Aplicada ao Melhoramento Genético.

Antonio Alves Dias, Departamento de Engenharia de Estruturas, Escola de Engenharia de São Carlos

Graduação em Engenharia Civil EESC-USP pela Universidade de São Paulo (1982), mestrado em Engenharia Civil (Engenharia de Estruturas) pela Universidade de São Paulo (1987) e doutorado em Engenharia Civil (Engenharia de Estruturas) pela Universidade de São Paulo (1994). Atualmente é Professor Assistente Doutor MS-3 junto ao Departamento de Engenharia de Estruturas da EESC-USP. É Professor Orientador do Curso de Pós-Graduação em Engenharia Civil (Engenharia de Estruturas). Atua na área de Engenharia Civil, com ênfase em Estruturas de Madeiras, principalmente nos seguintes temas: estruturas de madeira, madeira, pontes de madeira, madeira laminada colada e madeira - propriedades mecanicas. Já concluiu a orientação de sete teses de doutorado e 12 dissertações de Mestrado.

Carlito Calil Junior, Departamento de Engenharia de Estruturas, Escola de Engenharia de São Carlos

Graduado em Engenharia Civil pela Escola de Engenharia de Piracicaba (1975), Mestrado em Engenharia de Estruturas pela Universidade de São Paulo (1978) e Doutorado em ENGENHARIA INDUSTRIAL pela Universidade Politécnica de Catalunya (1982). Realizou o pos-doutorado na Universidade de Karsruhe- Alemanha e no Forest Products Laboratory - USA. Atualmente é Presidente do Instituto Brasileiro da Madeira e das Estruturas de Madeira, Coordenador do Comite de Normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas e Professor Titular da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Estruturas, atuando principalmente nos seguintes temas: silos, pontes de madeira, estruturas, madeira, norma brasileira, silos, acoes, vento e pontes, protendidas, madeira.

Downloads

Publicado

2013-06-26