Avaliação de danos às edificações causados por inundações e obtenção dos custos de recuperação

Cristiane Machado Parisi Jonov, Nilo de Oliveira Nascimento, Adriano de Paula e Silva

Resumo


O presente artigo descreve uma metodologia de desenvolvimento de curvas de danos de inundação (FDC) na Região do Barreiro, no Município de Belo Horizonte, Minas Gerais. Foi realizado um estudo de caso a partir da de dados de danos causados a edificações atingidas pelas enchentes de 31 de dezembro de 2008 e 22 de janeiro de 2009 nessa região. Embora o tema venha sendo bastante pesquisado em âmbito internacional, não existem ainda no Brasil estudos de avaliação do efeito da inundação sobre as construções e da extensão dos danos provocados pela ação da água. Para o desenvolvimento do trabalho, foram realizadas vistorias a 62 edificações e identificadas as manifestações patológicas provocadas pelas inundações. Isso possibilitou o levantamento dos serviços necessários para recuperação das patologias observadas e a elaboração de orçamentos para a obtenção dos custos de sua recuperação. Os custos finais para recuperação das 62 casas foram obtidos considerando-se a profundidade da água de inundação, a tipologia de projeto adotada e os custos indiretos e margem de lucro. As curvas obtidas indicam que, para o padrão construtivo normal, o aumento da profundidade de inundação não tem impacto significativo nos danos causados às edificações e que, para os padrões construtivos baixo e proletário, observa-se uma tendência de aumento dos custos de recuperação dos danos na medida em que se aumenta a profundidade da inundação.


Palavras-chave


Construção Civil; Ambiente Construído; Engenharia Civil

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: