Tristão: um herói romântico?

Autores

  • Luísa Cavalheiro do Espírito Santo Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Palavras-chave:

Herói. Tristão. Mito do Amor. Literatura medieval. “Tristão e Isolda".

Resumo

O mito do herói perpassa toda a história da humanidade, pois é inerente ao homem a capacidade de narrar fatos, de se identificar e se auto-afirmar num grupo; assim como o desejo de superar seus limites. Contudo, para um personagem ser legitimado como herói é necessário que faça uma ação cujo sentido é considerado excepcional, implicando um sacrifício, de forma que, por essa ação, ele se torne elevado. Tristão, personagem da novela medieval “O Romance de Tristão e Isolda”, é o nobre cavaleiro que tudo vence por amor, porque esse amor é uma entidade maior que ele, à qual ele obedece. Ele não só abdica da sua condição de cavaleiro, mas também da sua moral, pois é um herói dividido entre manter a honra do Rei ou viver o seu amor: característica do imaginário de herói romântico moderno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luísa Cavalheiro do Espírito Santo, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Estou cursando o curso de bacharelado em Letras - trad. português-inglês, e realizo pesquisa na área de literatura brasileira.

Downloads

Publicado

2009-06-26

Como Citar

DO ESPÍRITO SANTO, L. C. Tristão: um herói romântico?. Revista Aedos, [S. l.], v. 2, n. 2, 2009. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/9871. Acesso em: 24 maio. 2022.