Da bellicositas a civilitas: Teodorico O Amalo e a (Re) Construção da Romanitas na Antiguidade Tardia (século VI)

Autores

  • Everton Grein Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras

Palavras-chave:

Antiguidade Tardia. Ostrogodos. Teodorico. Romanitas. Poder.

Resumo

A monarquia legitima-se enquanto instituição de poder durante a Antiguidade Tardia. O legado romano é indubitavelmente decisivo nesse processo. A Pars Occidentalis, então sob domínio dos Hérulos, sofre uma nova intercessão no final do século V por Teodorico “O Grande” rei dos Ostrogodos (488-526) que se torna senhor da Itália entre 493-526 e tutor dos Visigodos entre 511-526. Com efeito, o processo da legitimidade régia passara pela leitura de diversos elementos político-institucionais fundamentais a sua sustentação, que caracterizaram uma nova forma de pensamento político na Antiguidade Tardia. O presente trabalho tem por objetivo discutir a construção das imagens políticas no período através da atuação do rei ostrogodo Teodorico, fundamentalmente, através da visão proporcionada pelas fontes do período tardo-antigo como Jordanes, Procópio de Cesaréia e Cassiodoro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-06-26

Como Citar

GREIN, E. Da bellicositas a civilitas: Teodorico O Amalo e a (Re) Construção da Romanitas na Antiguidade Tardia (século VI). Revista Aedos, [S. l.], v. 2, n. 2, 2009. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/9850. Acesso em: 24 maio. 2022.