A felicidade como bem supremo um diálogo entre a tradição antiga e a medieval

Autores

  • Clarisse Goulart Nunes UFRGS

Palavras-chave:

felicidade – bem – bem supremo

Resumo

A Ethica Nicomachea inicia com a teleologia aristotélica, segundo a qual toda ação humana voluntária visa a um fim e todo fim, como objeto de desejo da ação humana, é um bem. Há uma opinião partilhada por todos os homens de que a felicidade é o bem supremo. Para a filosofia aristotélica o que é o bem?  A presente investigação tem como objetivo apresentar a crítica de Aristóteles à doutrina do bem de Platão, bem como inserir, neste contexto, a tradição medieval, representada pela filosofia de Tomás de Aquino, propondo um diálogo entre as diferentes tradições. Tudo isto, tendo como objetivo final relacionar qual é a repercussão diante das diferentes concepções de bem para a caracterização da felicidade, entendida como bem supremo, na obra de Aristóteles.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-06-26

Como Citar

NUNES, C. G. A felicidade como bem supremo um diálogo entre a tradição antiga e a medieval. Revista Aedos, [S. l.], v. 2, n. 2, 2009. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/9849. Acesso em: 23 maio. 2022.