Os constantes receios de uma invasão: ameaça e estratégia de defesa da província de Mato Grosso (1850-1864)

Autores

  • Ana Claudia Martins dos Santos Universidade do Estado de Mato Grosso

Palavras-chave:

defesa, província de Mato Grosso, Império

Resumo

A província de Mato Grosso estava localizada em área de fronteira com a República da Bolívia e do Paraguai, sendo uma província com responsabilidade de fazer a defesa da fronteira e proteger a integridade territorial do país. Embora o estado dos fortes e fortificações fossem precárias por toda a extensão da fronteira, assim como sua debilidade na defesa, o centro das preocupações fronteiriças era com a República do Paraguai, sendo que a reclamação do governo paraguaio gerava inquietações e receios ao governo brasileiro. As reclamações quanto à necessidade em guarnecer a fronteira foi uma constante, mas principalmente durante o período de negociação da livre navegação com o Paraguai, entre 1856 e 1858. A estratégia do governo brasileiro para guarnecer a fronteira foi procurar ocupar essas áreas, fundando colônias militares em pontos importantes do ponto de vista militar e estratégicos, como a Colônia Militar de Dourados e a Colônia Militar de Miranda.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Claudia Martins dos Santos, Universidade do Estado de Mato Grosso

Mestre em História pela Universidade Federal de Mato Grosso. Atualmente atua como professora contratada junto ao Departamento de História da Universidade do Estado de Mato Grosso. Membro do Grupo de Pesquisa Fronteira Oeste: Poder, Economia e Sociedade.

Downloads

Publicado

2013-09-01

Como Citar

MARTINS DOS SANTOS, A. C. Os constantes receios de uma invasão: ameaça e estratégia de defesa da província de Mato Grosso (1850-1864). Revista Aedos, [S. l.], v. 5, n. 12, 2013. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/36508. Acesso em: 23 maio. 2022.