Tratamento cirúrgico de fratura de mandíbula infectada em paciente HIV positivo: relato de um caso

Carlos Frederico Cacciá, Márcio B. Krüger, Maurício Roth Volkweis, Marcos Knack, Alexandre Basualdo

Resumo


Os autores apresentam o relato de um caso de fratura de mandíbula, que foi tratada primeiramente de forma conservadora e que, apesar da antibioticoterapia, infectou. Devido a história do uso de drogas injetáveis durante quinze anos suspeitou-se da síndrome de imunodeficiência adquirida. O paciente foi então submetido a tratamento cirúrgico com drenagem do abcesso e posterior instalação de miniplacas com parafusos. O exame anti-HIV foi positivo. A conduta terapêutica neste caso, mostrou-se eficiente para o tratamento de fraturas infectadas de mandíbula.

Palavras-chave


HIV; AIDS; Fratura de mandíbula; Miniplacas; Traumatologia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2177-0018.7812

e-ISSN 2177-0018 / ISSN 0566-1854