Avaliação da resistência da união imediata à dentina de sistemas adesivos simplificados

Fernando Freitas Portella, Fabrício Mezzomo Collares, Fabrício Aulo Ogliari, Carmen Beatriz Borges Fortes, Susana Maria Werner Samuel

Resumo


Objetivo: Avaliar quatro sistemas adesivos comerciais de diferentes composições quanto ao desempenho da resistência da união à dentina.
Métodos: Vinte incisivos bovinos tiveram a dentina vestibular exposta e receberam restaurações de resina confeccionadas com quatro (n=5) diferentes sistemas adesivos simplificados: Magic Bond DE e OptiBond Solo (convencionais), One-Up Bond F e Adper Prompt L-Pop (auto-condicionantes). Os dentes foram seccionados perpendicularmente a interface adesiva utilizando-se um disco de diamante, de modo a se obter palitos de 1mm² de área de secção. Os palitos foram submetidos ao ensaio de micro-tração em uma máquina de ensaios universal. Os valores médios de resistência de união dos diferentes sistemas adesivos foram comparados utilizando-se ANOVA de uma via e teste Tukey, em um nível de significância de 5%.
Resultados: Os valores médios de resistência da união foram 48,81±0,56 para o Magic Bond DE, 47,52±13,03 para o OptiBond Solo, 44,68±13,32 para o One-Up Bond F e 31,59±11,81 para o Adper Prompt L-Pop. O adesivo Adper Prompt L-Pop apresentou resistência de união inferior a dos adesivos convencionais (p<0,05).
Conclusão: Com base no desenho experimental deste estudo, é lícito concluir que o sistema adesivo Adper Prompt-L-Pop apresentou os menores valores de resistência da união adesiva.

Palavras-chave


Sistemas adesivos; Resistência da união; Adesivo convencional; Adesivo auto-condicionante

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2177-0018.45754

e-ISSN 2177-0018 / ISSN 0566-1854