O que está à margem do que se pode ver: A Copenhague silenciosa de Vilhelm Hammershøi

Milla Bioni Guerra

Resumo


Das muitas formas possíveis e inimagináveis de representar uma cidade, vamos falar da cidade silenciosa e desabitada de Vilhelm Hammershøi, artista dinamarquês que capturou sua Copenhague através da ausência, do silêncio e do vazio. O Objetivo da pesquisa é debruçar-se sobre a perspectiva da imagem  impregnada de forças impalpáveis e que ficam no limite do que pode ser visto, desta forma, a cidade de Hammershøi constrói sinais e rastros para que cheguemos a ter contato com o invisível da imagem e da cidade.

Para tanto será utilizado autores que abordam o tema da cidade a partir de uma perspectiva que possibilita reflexões e inter-relações com a obra de arte, assim como Italo Calvino e Nelson Brissac Peixoto.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.