Geração 80: sentidos atribuídos e produção de contexto para a arte contemporânea em São Paulo

Fabiana Della Coletta Monteiro

Resumo


Os sentidos precocemente atribuídos pelo circuito de arte à chamada “Geração 80” implicavam, entre outros, o caráter de ruptura em relação à produção plástica precedente e o otimismo frente à vida social. Entretanto, tais características mostram-se insuficientes para estabelecer um movimento artístico na primeira metade da década de 1980. As sociabilidades e trajetórias profissionais dos jovens artistas apontam para um processo de continuidade em que o senso de profissionalização contribui para o fortalecimento do meio de circulação de obras de arte no Brasil.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.