Criticidade curatorial - sobre o papel de curadores independentes no campo da arte contemporânea

Beatrice von Bismarck

Resumo


Desde os anos 1990, a curadoria vem alcançando uma intensa visibilidade no campo da arte contemporânea. A ação exemplar de Harald Szeemann, que inaugurou o papel do curador independente, como um agente que propõe exposições e atua em diversos eventos culturais sem, no entanto, estar atrelado a uma única instituição, abriu caminho para diferentes frentes em curadoria, fazendo com que o curador atingisse um nível de paridade junto aos artistas. Por outro lado, é esperado dos curadores independentes que, ao atuar dentro de contextos específicos, eles ativem relações entre as produções artísticas e as conexões com as questões culturais, políticas, sociais e econômicas, no intuito de atingir uma postura crítica quanto aos projetos apresentados.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.