A matriz socialista do Clube de Gravura de Porto Alegre: impressões figurativas.

Bianca Knaak, Talitha Bueno Motter

Resumo


Os fundadores do Clube de Gravura de Porto Alegre (CGPA), instigados pela Guerra Fria, foram inspirados pelo Taller da Gráfica Popular e pelo Realismo Socialista. Seus integrantes encontraram no cooperativismo, na militância anti-abstracionista, na figuração e no temário regional sua plataforma de resistência. A agremiação surgiu com o intuito de auxiliar financeiramente a reativação da revista Horizonte, organizada pelo Partido Comunista Brasileiro e endereçada à intelectualidade de esquerda. Percorrendo a literatura acadêmica e fontes primárias, compreendemos como as atividades do CGPA ajudaram a configurar o campo artístico regional e influenciaram clubes de gravura no Brasil e no exterior.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.