O papel da Revolução Cubana nas revoluções terceiro-mundistas durante a Guerra Fria: o internacionalismo cubano em Angola e na Nicarágua

João Vitor Correa Nogueira, Karina Ruiz, Marielli Prestes Bittencourt, Rodrigo Fuhr, Victoria Gonzalez Rodriguez

Resumo


: Este artigo trata sobre o papel da Revolução Cubana para o Terceiro Mundo, em especial para Angola e Nicarágua, no contexto da Guerra Fria. Cuba, por meio da sua política externa - calcada no internacionalismo e, em certa medida, na exportação da revolução - influenciou diversos países terceiro-mundistas em seus processos revolucionários. Para tal, foram importantes o envio de cubanos para as operações além-mar, bem como sua participação em treinamentos militares. Foi dessa maneira que o Estado cubano, ainda que menor do que as Grandes Potências, logrou influenciar a dinâmica da Guerra Fria, sendo importante para o tabuleiro geopolítico da época e para o estabelecimento de zonas de influência.

Texto completo:

PDF