Revolução no Camboja: impactos na correlação de forças do final da Guerra Fria

Guilherme Etzberger, Maria Gabriela Vieira, Mateus Borges

Resumo


O presente artigo tem o intuito de analisar a revolução que ocorreu no Camboja na década de 1970. Procurou-se estudar as causas que levaram ao processo revolucionário, evidenciando os principais acontecimentos anteriores a 1975, e que contribuíram para a revolução. Tentou-se demonstrar quais foram as forças internas durante a revolução, além das forças externas que, de certa forma, constrangeram esses agentes internos. Apesar de a revolução ter terminado em 1979, procuraremos brevemente abordar os principais acontecimentos que levaram aos Acordos de Paris de 1991, marcando o início do processo de normalização do Camboja. Ao longo de todo o artigo, tentaremos apontar as tentativas de findar o processo revolucionário (as contrarrevoluções). Por fim, buscaremos compreender, mesmo com o processo de socialização vitorioso, ou seja, o fracasso da revolução, quais foram os impactos para o Sistema Internacional.

Texto completo:

PDF