Grupo terapêutico em saúde mental: percepção de usuários na atenção básica

Naipy Abreu Brunozi, Samanta Silva Souza, Cíntia Rosa Sampaio, Suellen Rodrigues de Oliveira Maier, Lilian Carla Vieira Gimene Silva, Graciano Almeida Sudré

Resumo


Objetivo: Compreender a percepção de usuários da atenção básica diante do sofrimento mental e da participação em um grupo
terapêutico de convivência.
Métodos: Pesquisa Convergente Assistencial de abordagem qualitativa realizada com quatro participantes de um grupo terapêutico em
uma Estratégia Saúde da Família. Foi utilizada a entrevista semiestruturada, realizadas em fevereiro de 2018, e o software Interface de R
pour les Analyses Multidimensionnelles de Textes et de Questionnaires para codificação dos dados.
Resultados: O grupo terapêutico em saúde mental pode contribuir para a redução do estigma relacionado ao adoecimento mental e
para promoção e prevenção em saúde mental utilizando como principais ferramentas tecnologias relacionais de cuidado, de baixo custo
e acessíveis aos profissionais.
Conclusão: O estudo contribuiu para inspirar novas ações e revitalizar práticas de saúde mental por meio de uma intervenção passível
de ser implementada e que pode trazer benefícios aos envolvidos no contexto da Atenção Básica.
Palavras-chave: Atenção primária à saúde. Estresse psicológico. Assistência à saúde mental. Terapêutica. Estrutura de grupo.


Palavras-chave


Atenção primária à saúde. Estresse psicológico. Assistência à saúde mental. Terapêutica. Estrutura de grupo.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447