A história de vida de estudantes universitários e a (con)vivência com a deficiência motora

Maiara Suelen Mazera, Maria Itayra Coelho de Souza Padilha, Adriana Dutra Tholl, Soraia Dornelles Schoeller, Maria Manuela Ferreira Pereira da Silva Martins

Resumo


Objetivo: Compreender a história de vida de estudantes universitários e a convivência com a deficiência motora.
Método: Pesquisa de abordagem qualitativa, desenvolvida com oito estudantes universitários com deficiência motora. Coleta de dados
realizada entre outubro de 2016 e março de 2017. Foi utilizada a análise temática dos dados.
Resultados: Emergiram duas categorias: família como porto seguro e relacionamentos extrafamiliares: fraquezas e fortalezas. A família
e os amigos foram fundamentais para o enfrentamento da deficiência, destacando-se pelo apoio e afeto. Os amigos apresentaram-se
encorajadores para superar as limitações e dificuldades. A vida extrafamiliar foi exposta a preconceitos que resultaram em medos e traumas.
Conclusão: O impacto da deficiência motora no cotidiano é resultante das experiências de vida. As convivências familiares saudáveis,
junto com laços fortes de amizade, fizeram com que as dificuldades encontradas no cotidiano desses estudantes fossem amenizadas.
Palavras-chave: Enfermagem. Pessoas com deficiência. Relações familiares. Relações interpessoais. Universidades.


Palavras-chave


Enfermagem. Pessoas com deficiência. Relações familiares. Relações interpessoais. Universidades.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447