Ideação suicida em universitários da área da saúde: prevalência e fatores associados

Lorena Uchoa Portela Veloso, Camylla Layanny Soares Lima, Jaqueline Carvalho e Silva Sales, Claudete Ferreira de Souza Monteiro, Angélica Martins de Souza Gonçalves, Fernando José Guedes da Silva Júnior

Resumo


Objetivo: Identificar prevalência e fatores associados da ideação suicida em universitários da área da saúde.
Método: Estudo transversal, com 142 universitários da área da saúde de instituição pública de Teresina-Piauí-Brasil. Utilizou-se Escala de
Ideação Suicida e questionário para caracterização. Realizou-se teste qui-quadrado, exato de Fisher, cálculo da Odds-Ratio, Kruskal-Wallis e
correlação de Spearman. Adotou-se nível de significância de 0,05.
Resultados: A prevalência de ideação suicida foi 22%, sobretudo, entre homens, solteiros e com vínculo empregatício. Uso de álcool, tabaco
e outras drogas, histórico de bullying, tentativa de suicídio e não estar no curso desejado estão associados a ideação suicida. Observou-se que
quanto maior o escore da escala menor o rendimento acadêmico. Universitários do curso de psicologia possuem maior extensão da motivação
e planejamento do comportamento suicida.
Conclusão: Alta prevalência de ideação suicida entre universitários da área de saúde e fatores associados reforçam a necessidade de estratégias
de intervenção nas universidades.
Palavras chaves: Ideação suicida. Estudantes de ciências da saúde. Saúde Mental.


Palavras-chave


Ideação suicida. Estudantes de ciências da saúde. Saúde Mental.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447